Ballmer e o Windows voltam para a briga. Foto: divulgação.

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira, 26, o lançamento do preview de seu esperado Windows 8.1, versão revisada e atualizada de seu último sistema operacional.

O anúncio foi feito pelo próprio CEO da companhia, Steve Ballmer, que abriu nesta quarta, 26, os trabalhoa do Build, conferência de desenvolvedores da Microsoft que ocorre até esta sexta, 28.

Para a companhia de Redmond, o Windows 8.1 é a chance de redenção para as críticas em relação ao Windows 8, que surgiu com boas ideias, mas também desagradou os fãs mais tradicionais por abandonar recursos clássicos das versões anteriores do sistema.

Um dos exemplo deste pedido de desculpas com o Windows 8 é o retorno do botão do "Menu Iniciar", que havia desaparecido no W8. Além disso, o menu visual do sistema, que antes era obrigatória, agora pode ser pulada, caindo diretamente no formato desktop tradicional.

Segundo destacou a Microsoft, o lançamento do novo Windows denota uma quebra no tradicional esquema dos "três anos" que a empresa tinha para os lançamentos de seus sistemas operacionais.

Mesmo com os constantes pacotes de atualização para o W8, a fabricante sentiu a necessidade de apresentar um produto novo, conforme apontou o TechCrunch.

Outra novidade do W8.1 é a nova ferramenta integrada de busca, unificando buscas de conteúdo no computador e resultados na internet, usando o Bing, SkyDrive e apps compatíveis com o recurso, como por exemplo o novo serviço de streaming musical da empresa, o Xbox Music.

Falando em SkyDrive, a ferramenta de armazenamento na nuvem ganhou um destaque ainda maior na nova versão, com suporte otimizado e edição integrada para documentos (via Office), vídeos, fotos e músicas.

A Windows Store também recebeu uma atenção especial com o lançamento, com um sistema de busca e recomendações reformulado. Além disso, a empresa anunciou a chegada da loja virtual a 70 novos mercados, totalizando cerca de 191 países - entre eles o Brasil.

Embora o sistema ainda esteja em sua versão preliminar, e já disponível para os usuários interessados em testá-la, a impressão de analistas como Frederic Lardinois, do TechCrunch, foi positiva.

"Definitivamente já parece um sistema robusto. Em muitas formas - mesmo nesta versão Preview - o 8.1 é o que o Windows 8 deveria ter sido", declarou.

O desafio agora é correr atrás do prejuízo. Uma pesquisa divulgada pelo Gartner no primeiro trimestre mostrou que os desktops Windows 8 e notebooks tiveram uma queda de 4,3% no quarto trimestre, caindo para 90,3 milhões de unidades comercializadas.