INCUBADORA INTERNA

ThinKkers: R$ 12 mi em novos negócios

26/01/2015 16:34

 A proposta da ThinKkers é ser uma incubadora de negócios próprios. 

João Mendes e Olegas Orlovas, sócios da ThinkKers, Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Com um ano de operação, a ThinkKers projeta lançar cinco empresas em 2015. A proposta da ThinKkers é ser uma incubadora de negócios próprios. Ao invés de investir em startups em busca de capital, os sócios Olegas Orlovas, da Lituânia, e João Mendes decidiram desenvolver novas ideias e lançar negócios próprios.

Orlovas e Mendes investiram na formação de uma equipe e em infraestrutura. Nos cinco novos negócios que serão lançados em 2015, foi feito um aporte total de R$ 12 milhões.

Os fundadores se conheceram na incorporadora Umidex, concebida por Orlovas para atender europeus interessados em imóveis brasileiros. O empreendedor veio da Lituânia há cinco anos em busca de novas oportunidades de negócios. 

“O Brasil é um mercado criativo de grande potencial. Vemos no país a chance de criar produtos e serviços relevantes à sociedade”, afirma o CEO da empresa.

Segundo a empresa, os projetos desenvolvidos são de diversos segmentos, cada um operando como uma empresa distinta do grupo ThinKkers. 

“Também temos uma equipe que chamamos de Alfa, que tem autonomia de trabalhar entre os projetos. São profissionais multi-disciplinares que iniciam os projetos e desenvolvem os MVPs.  A partir daí cada projeto tem sua equipe responsável para implementação de novas features e suporte”, explica Orlovas.

Entre os negócios que serão lançados pelo grupo estão a Troca&Troca, uma rede social de trocas online, e a ThinPlay, loja de jogos nacionais que promove networking entre os principais players e desenvolvedores da área. 

“Investimos em nossas ideias até elas estarem prontas para o mercado”, conta João Mendes, COO da companhia. 

Este é o momento em que a empresa abre o negócio para o capital de risco.

“Com a entrada do venture capital, abre-se a possibilidade de expansão e, dependendo do caso, internacionalização”, explica Orlovas.

A ThinKkers estima que cada iniciativa pode receber aportes de R$ 5 milhões a R$ 60 milhões.

No Brasil, a empresa conta com uma equipe de 15 pessoas. 

“Além disso, contamos com uma equipe na Europa, onde desenvolvemos um projeto de hardware e software de automação postal”, conta Orlovas.

Para 2016, a empresa projeta o lançamento de um sistema educacional gratuito para escolas públicas e particulares.

Veja também

ONHERE
Umov.me acelera startup de logística

A empresa terá acesso gratuito a desenvolvimento de ferramentas mobile usando a plataforma da companhia.

BELO HORIZONTE
Startup Farm lança projeto de aceleração

São 15 vagas disponíveis para startups de tecnologia.

TENDÊNCIA
SocialCondo: gestão de condomínio online

A SocialCondo quer dobrar o número de unidades atendidas em 2015, que hoje está em 10 mil.

PARQUES
Ventiur: a aceleradora do Tecnosinos

Aceleradora portoalegrense firmou acordo para transferir suas operações para a universidade em São Leopoldo.

VENTURE CAPITAL
Fundos levantam quase US$ 33 bilhões

No ano passado, 105 empresas apoiadas por fundos de venture capital fizeram seu IPO.

PRÊMIO DE R$ 50 MIL
Me Atende vence o Desafio Méliuz

O app tem como objetivo solucionar o atendimento com serviços de SAC. 

GESTÃO
Runrun.it libera API para integração

Clientes podem utilizar os recursos do software em sistemas como ERPs, CRMs e BPMSs.