CAIXAS

Banese começa piloto com Saque e Pague

25/11/2014 17:09

Banrisul é outro dos clientes da Saque e Pague.

Tamanho da fonte: -A+A

O Banese, banco do estado de Sergipe, acaba de fechar um contrato com a Rede Saque e Pague para implementar um projeto piloto para instalação dos serviços de miniagência bancária e terminal de autoatendimento ainda em 2014.

É o terceiro cliente da empresa, que vendeu seus primeiros caixas para o Banrisul em 2012 e no ano seguinte, com o Banpará.

O Banpará instalará até o final de dezembro mais 30 caixas do tipo, elevando o número total em todo o país para 55. A meta é fechar o ano com 120 caixas.

O número está bem abaixo de metas divulgadas em 2012, quando a companhia havia acabado de entrar no mercado e projetava chegar a 1 mil máquinas até o final de 2013.

Agora as metas são de mais longo prazo: 3 mil unidades até 2017, por meio de um plano de investimento de R$ 20 milhões.

Os números até o momento mostram o potencial do ATM: dois milhões de transações efetuadas e cerca de R$ 400 milhões de reais utilizados na rede, entre depósitos e saques.

O posicionamento do Saque Pague é ser uma miniagência bancária, auxiliando as instituições financeiras a promover a inclusão bancária. Atualmente, 55 milhões de brasileiros não tem conta em banco.

Com a tecnologia, dinheiro e cheques depositados sem envelopes e no caso de dinheiro, são disponibilizados na conta corrente em tempo real.

No procedimento feito por envelopes, em que os depósitos são compensados apenas no dia seguinte à operação.

O serviço de reciclagem de notas permite que o mesmo recurso depositado seja reutilizado, possibilitando que o equipamento necessite menos visitas para reposição, o que derruba os custos com a segurança necessária.

As máquinas são fabricadas pela Diebold, que possui cerca de 44% do mercado de caixas eletrônicos no Brasil e trabalha com todos os principais bancos do país.

Apesar da Saque e Pague ter falhado em bater suas metas, a empresa ainda é líder no campo no Brasil.

O Bradesco anunciou em julho a instalação do primeiro caixa eletrônico nos mesmos moldes, por enquanto apenas na sua agência conceito localizada no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo.

Parte do atraso da Saque e Pague nos seus planos pode ser culpa da venda da GetNet, um negócio de R$ 1 bilhão fechado em maio.

A GetNet foi, em conjunto com outras empresas do grupo Ernesto Corrêa, como a empresa de multiconvênios Good Card e a prestadora de serviços de TEF Auttar, uma das responsáveis pela criação da Saque e Pague.

A empresa hoje é independente e liderada desde o começo do ano por Givanildo Luz, ex-diretor executivo de vendas e varejo da GetNet. Ele entrou na GetNet em 2010 como diretor de Infraestrutura de TI, vindo da HP.

Veja também

CAIXAS
Saque e Pague avança no Pará

O Banpará, o Banco do Estado do Pará, instalará até o final de dezembro mais 30 caixas.

NOTAS FALSAS
ATMs recicladores chegam ao Brasil

Máquinas reduzem o custo dos bancos com o transporte de valores entre 40% e 50%.

ATM
Luz assume Saque e Pague

Ex-diretor executivo de vendas e varejo da GetNet assumiu a presidência da empresa de terminais de atendimento.

MENOS FILA
Perto gere atendimento de 300 agências Banrisul

Solução reúne totem para emissão de senhas com terminal para controle do atendimento pelos caixas, servidor central e display para comunicação com os usuários.

DIELBOLD + WINCOR NIXDORF
Grupo quer combater crimes em ATMs

Número de sistemas de caixas eletrônicos aumentará para 3,7 milhões até 2018.

ATM
Bancos trocam terminais por 24Horas

Itaú Unibanco, BB, Bradesco, Santander, HSBC, Caixa e Citibank estão no acordo.

CRIPTOMOEDA
Coinverse: ATM de Bitcoin no Brasil

Startup de bitcoins quer usar plataforma física para popularizar o uso da criptomoeda no país.

REFORMULAÇÃO
BRToken agora é Datablink

A empresa passa a operar com sede em Tysons Corner, no estado norte-americana de Virgínia.