MODA E DESIGN

Hookit: rede paga usuários por indicações

25/10/2013 18:12

A plataforma expõe as marcas e conta com a indicação dos usuários em troca de comissões sobre vendas.

Vinícius Dambros é o CEO da startup. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Hookit, de Porto Alegre, lançou uma nova rede social voltada ao mercado de moda e design. A plataforma expõe as marcas e conta com a indicação dos usuários, os hooksters, em troca de comissões sobre vendas.

O site dos sócios Vinícius Dambros, Lorena Lamas, Fernando Freitas, Dimitri Silva, Luciano Leonardo e Diego Saldanha tem como objetivo aproximar as lojas de seus consumidores. 

A startup é uma das selecionadas pelo projeto de aceleração da Ventiur.net

Com isso, a empresa espera ter 10 mil usuários cadastrados até a metade de 2014, com produtos expostos de 70 lojas. 

Na plataforma, os usuários têm um comportamento social de curadoria em que podem mostrar seu estilo de vida a partir dos produtos.

Dessa forma, a marca divulga seus artigos no site, Facebook e blog, e os blogueiros e usuários indicam o e-commerce aos seus contatos. Cada compra gerada pela indicação, resulta no pagamento de no mínimo 5% de comissão, podendo variar de acordo com cada loja. 

Para o site, o pagamento é feito da mesma forma: com uma porcentagem combinada com as lojas por cada venda. 

Nesse momento, a remuneração ainda não está ativa, mas a previsão é de que estará funcionando até o final do mês de outubro. 

De início, as lojas Absurda, Maad Brasil, Mega Formiga, Obravip, Piccadilly, Spirito Santo e Trapo Tri expõem seus produtos na plataforma e há cerca de 230 hooksters cadastrados. 

A ideia já foi apresentada para blogueiros e representantes de lojas como Rabusch, Paquetá e Capodarte. 

O CEO Dambros, que trabalhou na agência DCS junto com Freitas, acredita que a maior vantagem para as marcas é que geralmente elas remuneram blogueiros por posts e na Hookit o investimento é a partir de resultados concretos, ou seja, vendas. 

Além disso, as marcas podem acompanhar métricas de performance por um painel administrativo.

Lorena é consultora do Sebrae e trabalha com o CEO na empresa de marketing Jump. O desenvolvedor de web Silva já atuou em empresas como o Grupo RBS e a 3yz.

Os sócios estimam ter um alcance de 1,6 milhões de pessoas por meio da audiência dos blogueiros, uma das profissionais do ramo inscrita é Pauline Costa do blog Cheia de Charme. 

Veja também

SIMBIO
IBM SmartCamp premia startup gaúcha

As startups vencedoras da competição foram a carioca Nativoo e a paulista Geekie. Com o voto popular, a gaúcha Simbio entrou na lista.

ACELERADORA DE IMPACTO
Artemisia seleciona startups para 2014

Aceleradora busca empresas nas áreas de saúde, educação, habitação e serviços financeiros que atendam as classes C, D e E.

OFERTA
AWS: pacotes grátis para startups

Oferta terá teinamentos, suporte, créditos AWS, e um novo fórum focado em startups.

PRIMEIRO SEMESTRE
E-commerce atrai 61% dos brasileiros

Setores que mais venderam foram cultura com, e informática, vestuário e calçados.

STARTUPS
Conheça as primeiras aceleradas da Wow

Busca Acelerada, Zoomyard e Curupira foram as escolhidas. Saiba mais sobre as startups.