Marcel Rampasso.

A Digital Work, um dos maiores parceiros HP Inc e HPE do Brasil, acaba de fechar um acordo para incluir as soluções da Symantec no seu portfólio.

O novo parceiro Symantec fechou o ano passado com um faturamento de R$ 150 milhões e espera crescer pelo menos 10% neste ano, atingindo R$ 165 milhões.

“No novo cenário de TI, segurança é fundamental. Acredito que a Symantec pode ter uma participação importante nos nossos resultados”, afirma Marcel Rampasso, diretor de Produtos da Digital Work.

A Digital Work foi premiada pelo melhor desempenho 2016 da HPE e também é destaque nas vendas de PCs e impressoras da HP Inc. Além disso, já foi eleita melhor revendedor Cisco no mercado de pequenas e médias. 

A empresa tem boa presença no mercado de impressão, com parcerias com Lexmark, Epson e Xerox. Na área de segurança, já representava a Intel Security.

Rampasso aposta na diversidade de verticais e tamanho de clientes atendidos como uma forma de manter o crescimento mesmo na crise.

“Nós colocamos propostas para 10 mil clientes por ano, das quais fechamos 40%”, garante o executivo. 

As vendas ainda estão bastante concentradas no eixo Rio - São Paulo, onde são fechados 70% dos negócios.

O acordo com a Digital Work é o mais importante divulgado pela Symantec desde as trocas de executivos da empresa no ano passado. 

Em setembro assumiu a companhia no país Eduardo Souza, ex-gerente geral regional de vendas da Dell do Brasil.

Outro contratado foi Mauro Capellão, ex-gerente de vendas de canal da Riverbed, para assumir a diretoria de canais.

Souza e Capellão tem a missão de conduzir a companhia depois das mudanças radicais promovidas por Sérgio Chaia, ex-CEO da Nextel, que permaneceu no comando da Symantec no país por pouco mais de um ano.

No período, Chaia demitiu basicamente todos seus executivos no alto escalão no país, muitos deles profissionais com mais de uma década de casa.

No lugar, a Symantec mexeu a fundo no time de vendas como um todo, renovando 60% da equipe com 30 profissionais oriundos de companhias como IBM, EMC, Dell e Telefônica.