Olle Widén, CEO da FinanZero. Foto: Divulgação.

A FinanZero, fintech que opera como buscador de empréstimos online, recebeu uma nova rodada de investimento, captando R$ 42 milhões dos fundos Atlant Fonder, Dunross & Co, Vostok Emerging Finance, entre outros investidores. 

"Está nos planos da FinanZero realizar avanços tecnológicos e priorizar algumas ações para aumentar a visibilidade da marca. Já cotamos empréstimos para mais de 3 milhões de pessoas em três anos de atuação no mercado brasileiro", explica Olle Widén, CEO da empresa.

A startup foi fundada em 2016 pelo empreendedor sueco Olle Widén e pelas empresas de investimento Webrock Ventures e Zentro Global Partners. 

No mesmo ano, recebeu o aporte de R$ 5 milhões do fundo de capital aberto Vostok Emerging Finance e iniciou o processo de ampliação das operações. Um novo aporte financeiro foi realizado em 2018, com valor de R$ 12 milhões. 

“Hoje, a empresa vem mantendo um crescimento de 50% por trimestre, o que soma mais de 1 milhão de visitas ao site por mês", relata Widén. 

A FinanZero compara ofertas de até 30 instituições financeiras para crédito pessoal, refinanciamento de imóveis e de veículos.

"O Brasil continua sendo nosso mercado de fintech preferido no mundo todo e, através da FinanZero, temos uma grande chance de participar efetivamente desse mercado de empréstimo ao consumidor que é extremamente atrativo. Com uma equipe forte, parcerias e tração crescente, estamos mais do que felizes em continuar a apoiar a FinanZero", diz David Nangle, CEO da Vostok Emerging Finance.

A FinanZero consegue comparar de 1 até 10 condições de empréstimo. O serviço é gratuito para quem solicita o empréstimo.