2014

Compras públicas de TIC geram R$ 6 bi

25/03/2015 09:52

Os órgãos que mais investiram na área foram os Ministérios da Educação, Defesa e Fazenda.

Cristiano Heckert, secretário de Logística e Tecnologia da Informação do MP. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

As aquisições de bens e serviços de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC) movimentaram R$ 6,03 bilhões em 2014. Para realizar essas compras, foram realizados 17.680 processos no Portal de Compras do Governo Federal, o Comprasnet

Os dados extraídos pelo Ministério do Planejamento revelam uma economia em relação aos preços de referência de R$ 993 milhões (18%) pela utilização do pregão eletrônico nas compras de TIC no último ano. 

Em 2014, o pregão eletrônico foi aplicado em 77% das licitações do setor, movimentando R$ 4,66 bilhões. Na comparação dos últimos dois anos, a modalidade apresentou um crescimento de 21%. 

Na comparação com o mesmo período de 2013, as compras de TIC obtiveram um crescimento de 18% em valores monetários. 

Computadores foram os bens de TIC mais adquiridos pelos órgãos do governo federal no período. A aquisição desses itens movimentou R$ 739,7 milhões. 

“Esse valor demonstra o potencial de economia que uma compra conjunta de computadores poderia gerar”, afirma Cristiano Heckert, secretário de Logística e Tecnologia da Informação do MP. 

Os órgãos que mais adquiriram bens e serviços de TIC foram os Ministérios da Educação, Defesa e Fazenda. Os valores contratados atingiram, respectivamente, os montantes de R$ 2,04 bilhões (33,8%), R$ 1,61 bilhão (26,8%) e R$ 418,8 milhões (6,9%). 

O mercado brasileiro de TIC movimentou cerca de R$ 410 bilhões em 2014, segundo a IDC. Com isso, as compras públicas significariam 1,5% do total movimentado pelo setor no ano passado.

Veja também

INÉDITO
Mercado de TI está em queda

Pela primeira vez, as vendas de TI no Brasil registraram contratação.

INVESTIMENTO
Invest Tech: fundo de R$ 209 mi para TIC

O valor é cerca de 14% maior do que o previsto inicialmente.

FINANCIAMENTO
BRDE Inova: setor de TI lidera em SC

Em valores absolutos, o volume de recursos para empresas do setor chegou a 31% do total captado.