A Mundi Lab escolheu 10 startups para sua primeira turma global de acelerados. Foto: Rawpixel/Shutterstock.

A Mundi Lab, aceleradora de startups espanhola promovida pela Munich Re, maior resseguradora do mundo, anuncia as 10 startups em estágio amadurecido que participarão da sua primeira turma global de acelerados. Entre elas, duas brasileiras foram escolhidas: NetBee e Nexer.

NetBee é uma empresa de internet das coisas aplicada a carros. A solução da startup é focada na recuperação de veículos roubados, reduzindo custos em 90%. O CEO da empresa, Gibram Raul, atuou como engenheiro nas empresas FITec e Chemtech, antes de fundar uma empresa própria - TCBH Engenharia - em 2011. 

Já a Nexer é uma plataforma que conecta motoristas e empresas, facilitando a compra de soluções de seguro pré-pagas. Danilo Batista, CEO da startup, também foi co-fundador da TNK Soluções de Engenharia. Entre 2005 e 2014, atuou na Fiat Spa, passando por cargos como coordenador técnico e analista de produto.

No processo da Munich Re, as selecionadas vêm de 6 países diferentes e atuam em áreas como análise de dados, hardware e soluções wearable. A seleção de startups levou em conta fatores como maturidade do projeto, expertise do time, base tecnológica e potencial de impacto na cadeia da indústria de seguros.

A primeira fase, que ocorrerá em Madri terá duração de 5 semanas a partir do dia 29 de fevereiro, permitirá às startups escolhidas terem o ambiente ideal para a evolução de seus modelos de negócios e chegada ao mercado ibérico de seguros de forma mais sustentável e com um projeto mais sólido e definido. 

Em contrapartida, auxiliará também a Munich Re já compreender quais delas já estão no momento certo de seguirem e serem investidas pelo grupo.

Com duração de 5 semanas, a primeira parte do programa acontecerá quase em sua totalidade dentro da infraestrutura alocada no Madrid International Lab, espaço de fomento do empreendedorismo e internacionalização da economia local e resultado de uma iniciativa da Câmara Municipal de Madri.

As equipes participarão de workshops semanais liderados por especialistas da indústria e palestras por profissionais de diferentes áreas. Os participantes ainda contarão com horas de mentoria com altos executivos da Munich Re. Ao final do processo será realizado um Demo Day internacional onde todas elas se apresentarão aos principais players do mercado.

Os melhores projetos passam para a segunda fase e ingressam automaticamente no programa piloto de inovação da Munich Re. Com duração de 12 meses, ocorrerá remotamente e terá maior ênfase em implementar o go-to-market e validar a solução no mercado com o auxílio de especialistas das indústrias de seguro e resseguro.

 

Confira as outras selecionadas:

CBien (França)

O inventário digital para propriedades pessoais. Plataforma digital que permite ao usuário assegurar, avaliar, e organizarem seus pertences pessoais físicos.

 

Sureify (EUA)

Plataforma de seguro de vida para a geração Y. Seguro de vida conectado por dispositivos que premia os consumidores pelo comportamento saudável.

 

Neurotransvirtual (Espanha)

Aplicação de realidade virtual imersiva para reabilitação. Melhora a eficácia e a duração de terapias de reabilitação para pacientes com traumas neurológicos e psicológicos.

 

RiskApp (Itália)

Coleta, processa e apresenta dados de risco para a indústria de seguro.

 

Bynse/Cubenube (Espanha)

Serviços de big data & business intelligence para agricultura. Especialista no desenvolvimento de sistemas de informação e dados na nuvem.

 

Social Diabetes (Espanha)

Solução abrangente para o gerenciamento digital da diabetes. Ferramentas digitais para melhorar a vida de pacientes com diabetes.

 

Pensumo (Espanha)

Solução que visa complementar as contribuições para previdência. Uma nova relação entre os consumidores e os pequenos proprietários da loja com a ajuda de micro pagamentos.

 

WAN (Uruguai)

Soluções de e-commerce para a indústria de seguros, Plataforma para seguradoras efetuarem a gestão e venda de seguros online.