Alexandre Cagnoni. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A brasileira BRToken, desenvolvedora de soluções para autenticação e segurança em transações online, reformulou a sua presença global e agora passa a se chamar Datablink. Com a mudança, a empresa agora operará no país com o nome da empresa estrangeira e terá uma sede nos Estados Unidos.

A empresa passa a operar com a marca Datablink, com sede em Tysons Corner, no estado norte-americana de Virgínia.

Na concepção da Datablink a tradicional tecnologia de token é desatualizada e vulnerável para combater as atuais ameaças. Com exclusivas soluções mobile e tecnologia patenteada pela BRToken, é possível que os dispositivos leiam informações na tela, autenticando o usuário ou verificando os dados das transações.

Com a novidade, a Datablink inicia suas operações no país, aproveitando a estrutura da BR Token para crescer no Brasil e alcançar outros países da América Latina.

Alexandre Cagnoni, que até então era diretor de tecnologia da BRToken, agora atuará como CTO da Datablink. Cesar Lovisaro, que era o diretor comercial, será vice-presidente de contas estratégicas. Fernando Lau passa a ser diretor de operações da nova empresa.

“A companhia oferece uma poderosa combinação de tecnologia e liderança no mercado de segurança da tecnologia de informação. Enxergamos grandes oportunidades para aproveitar o sucesso da BRToken na América Latina e expandir a utilização das soluções de autenticação e assinatura de transações avançadas da Datablink em todo o mundo”, destaca Shlomi Yanai, presidente e CEO da Datablink

Antes desta mudança, a BRToken contava com uma rede composta por 30 canais atuando em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Brasília.

Especializada em segurança digital, a enoresa somou mais de três milhões de tokens produzidos em um período de quatro anos. A empresa introduziu a tecnologia de autenticação em bancos no mercado brasileiro e lançou também o primeiro token com assinatura e autenticação de transações com leitor ótico.

O desenvolvimento e a produção local são realizados na unidade da companhia em Santa Rita do Sapucaí (MG), em uma área construída de 1250 m2.