A distribuição dos equipamentos será concluída em novembro. Foto: David Alves.

A Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul entregou netbooks educacionais para os alunos e professores do Ensino Fundamental de Quaraí, na região da Fronteira Oeste. O investimento de R$ 2,3 milhões resultou em 3 mil netbooks da marca Positivo.

A distribuição dos equipamentos será concluída em novembro e atenderá oito escolas de Ensino Fundamental do município.

Além de usar os equipamentos em sala de aula, os estudantes também podem levar o netbook para casa e reforçar o aprendizado. 

"Este trabalho é construído pela escola, que avalia o momento adequado de entregar o equipamento para os alunos. Os estudantes devem se sentir responsáveis pela própria aprendizagem e cuidar do computador que estão recebendo", explica a secretária-adjunta da Educação, Maria Eulalia Nascimento.

Os professores e as equipes diretivas das escolas participantes já receberam formação em serviço para o uso pedagógico dos netbooks. 

A iniciativa faz parte do Projeto Um Computador por Aluno e Professor, que atende as escolas de Ensino Fundamental da região da Fronteira Oeste, escolas localizadas em Territórios de Paz e instituições que já utilizavam nets educacionais. 

Até o momento foram entregues 46 mil computadores para alunos e professores do Ensino Fundamental.

Em setembro, oito escolas estaduais do município de Jaguarão receberam dois mil netbooks da Positivo. O investimento foi de R$ 1,3 milhão.

A Positivo Informática fechou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de R$ 1,1 milhão. O resultado é 90,3% menor do que os R$ 11,7 milhões lucrados no mesmo período do ano passado.

Um dos únicos índices que apresentou crescimento no período foi o de vendas para o governo. A categoria teve um aumento de 49,4% em relação ao primeiro trimestre de 2013, totalizando R$ 292,7 milhões. 

Uma das compradoras foi a prefeitura de Joinville, que, em janeiro, adquiriu 3.134 notebooks Positivo para os professores da rede municipal. Cada computador teve o custo de R$ 1.750, totalizando um investimento de R$ 5,4 milhões.