Serão produzidos no Brasil três modelos de servidores Dell PowerEdge 13G. Foto: Divulgação.

Nesta semana, a Dell iniciou a produção no Brasil da nova linha de servidores PowerEdge 13G, composta por cinco modelos.  

Ao todo, serão produzidos no Brasil três modelos de servidores Dell PowerEdge 13G: dois equipamentos em rack (PowerEdge R730 e R630) e um em torre (PowerEdge T630).

“A partir da produção local dos servidores Dell PowerEdge 13G conseguiremos atender à demanda dos clientes brasileiros com mais agilidade e flexibilidade”, afirma Luis Gonçalves, Diretor Geral da Dell Brasil.  

Todos os modelos da 13ª geração de servidores Dell PowerEdge utilizam os novos processadores Intel Xeon E6-2600 v3 e incluem uma tecnologia de storage que permite aos clientes acelerarem as aplicações, ao trazer os dados mais próximos do processador para aumentar a performance. 

Os equipamentos suportam a tendência de software defined storage e permitem a movimentação otimizada de dados.

Com a produção local dos equipamentos, a Dell se enquadrada nas regras do Processo Produtivo Básico (PPB) da Lei de Informática, o que garante uma carga tributária menor sobre os produtos.

Instituída em 1991, a Lei de Informática isenta 80% do IPI para empresas das regiões Sul e Sudeste, e 95% para as demais regiões, em troca de uma exigência mínima de fabricação nacional e investimentos em P&D e 4% do faturamento líquido das empresas, e 4,35%, respectivamente.

Em nota, a empresa não comentou qual será o novo preço dos seus equipamentos no país. Em média, a redução fica em 20%.