DADOS

Caixa: R$ 45,7 mi com a Informatica

24/09/2014 13:57

Banco federal passou a “orientar a sua TI a dados” com soluções de switch da Informatica.

Caixa está mudando sua política de TI. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Caixa Econômica Federal fechou um contrato de R$ 45,7 milhões com a  Informatica Corporation para a área de armazenamento e tratamento de dados.

O banco estatal federal passou a “orientar a sua TI a dados” com um pacote de  soluções de switch da Informatica Corporation, como power center, o data quality e o power bench.

O contrato foi fechado em dezembro de 2013 e a primeira fase foi colocada em produção entre abril e maio deste ano. O projeto vai até 2015.

O pacote da Informatica substitui um ambiente composto por sistemas de informações autônomos, distribuídos e heterogêneos, que favorecia a utilização de diferentes tecnologias de hardware e software, além de diversos fornecedores no desenvolvimento de sistemas.

A decisão relativa aos softwares de tratamento de dados é só mais uma de uma série de mudanças no ambiente de TI da Caixa, através das quais o banco está deixando de lado o desenvolvimento de sistemas em software livre e colocando suas fichas em pacotes proprietários de mercado.

A maior tacada foi na área de sistemas de gestão. No ano passado, a Caixa  fechou um contrato de R$ 518 milhões em três anos com a SAP.

O quarto maior banco do país decidiu consolidar 80 sistemas legados usando a apliacação da SAP para core banking. 

Outra decisão chamativa foi a aquisição, em julho de 2012, de um pacote de produtos Microsoft por R$ 112,09 milhões, incluindo milhares de licenças da suíte de escritório Office, do serviço de e-mail Exchange, sistemas operacionais para servidores, soluções de comunicação Lync, Sharepoint, bancos de dados SQL e um longo etc.

Algumas partes do ecossistema de TI, no entanto, seguem nos paradigmas tradicionais do Caixa.

No final do ano passado, a Caixa iniciou a segunda fase da implementação do SISAG (Sistema de Automação de Produtos e Serviços Bancários de Agência) em mais de 3,8 mil unidades próprias.

Desenvolvido em plataforma aberta em linguagem Java pela Diebold, vencedora da licitação em 2008, o sistema já  foi implantado até agora em mais de 2,3 mil agências.

O sistema será utilizado por todos os funcionários que estão envolvidos diretamente com o atendimento ao público, de gerentes aos caixas e funcionários de retaguarda. 

Veja também

ESTRATÉGIA
Santander: nada muda na GetNet

Banco inaugurou centro Tier 4 em Campinas, mas não absorverá operação da empresa gaúcha.

ATM
Bancos trocam terminais por 24Horas

Itaú Unibanco, BB, Bradesco, Santander, HSBC, Caixa e Citibank estão no acordo.

PAGAMENTO VIA CELULAR
Bradesco entra na briga das m-wallets

Novidade permite aos clientes do banco pagarem suas compras utilizando seus dispositivos móveis.

PRODUTO NACIONAL?
Setor chia com nova orientação da CEF

Representantes da Assespro reclamam de falta de preferência para o software nacional.

DIELBOLD + WINCOR NIXDORF
Grupo quer combater crimes em ATMs

Número de sistemas de caixas eletrônicos aumentará para 3,7 milhões até 2018.

VERO MOBILE
Banrisul lança solução para e-payment

Tecnologia usa leitor para pagamento via cartões de crédito e débito em smartphones e tablets.

TENDÊNCIA
Visa: as vantagens do cartão no app

Para a operadora de cartões, no futuro será possível solicitar a emissão de cartões de crédito virtuais diretamente por apps.

AMBIENTE COLABORATIVO
Cosan usa analytics da IBM

A Cosan reúne seis linhas de negócios e, em 2013, atingiu R$ 36 bilhões de receita líquida.