VAREJO

Pão de Açúcar testa vitrines virtuais em SP

24/08/2012 11:18

Vitrine virtual do Pão de Açúcar Delivery. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Parece coisa de filme futurista, mas em alguns locais de São Paulo, empresas já estão usando as vitrines virtuais como forma de atrair os clientes e fazer suas vendas de uma nova maneira.

Segundo o site G1, no início de julho, o supermercado Pão de Açúcar lançou uma vitrine com mais de 300 itens no Shopping Cidade Jardim, região nobre da capital paulista.

O projeto, com o nome Pão de Açúcar Delivery, faz parte de um investimento de R$ 5 milhões da empresa, expandindo as suas operações de e-commerce.

As vitrines simulam gôndolas de supermercado, mostrando as imagens dos produtos com um código de barras tridimensional - QR code. Ao posicionar o celular em frente ao código, o consumidor adiciona o item a sua compra, que é entregue em casa horas depois.

Para fazer a compra, o consumidor pode baixar um aplicativo da empresa que disponibiliza os produtos. O pagamento é realizado via cartão de crédito.

O Pão de Açúcar abriu os olhos para a tendência depois que a Tesco, terceira maior varejista do mundo, que inovou ao lançar vitrines virtuais em metrôs e estações de ônibus na Coreia do Sul, em 2011, o que incrementou o faturamento da empresa em 76%, segundo informação da própria empresa.

“Já tínhamos alguns facilitadores para viabilizar o projeto, como o aplicativo de e-commerce. Tivemos apenas que adaptá-los para a leitura dos códigos. Só ligamos os pontos e procuramos um bom espaço para o lançamento”, explica Andréa Dietrich, gerente de marketing digital do Grupo Pão de Açúcar.

O Pão de Açúcar lançou os aplicativos de venda on-line em 2010, para Android e iPhone. Para fazer as compras na vitrine, o usuário deve baixar o programa no celular e posicionar a câmera do aparelho em frente ao código do produto escolhido.

Na primeira semana de uso da vitrine virtual, o Pão de Açúcar registrou um incremento de 70% no volume de downloads do aplicativo.

A companhia também teve um aumento de 50% nos pedidos feitos pela plataforma iPhone no mês de julho em comparação com junho.

Com o projeto, a empresa que aumentar em 30% as vendas pelo canal até dezembro deste ano.

“Um dos grandes objetivos da ação era reforçar o pilar de inovação do Pão de Açúcar, e isso foi bastante disseminado. As vendas e os pedidos estavam em segundo plano. Queríamos testar o formato. Estamos trabalhando com futuro e tendências e nos preparando para esses próximos movimentos do mercado”, explica Andréa.

SUBMARINO TAMBÉM TESTOU

Em setembro de 2011, o site de vendas Submarino também aplicou uma iniciativa semelhante no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

O site disponibilizou livros, cds, dvds e outros produtos em vitrines virtuais no aeroporto.

Diferentemente do método do Pão de Açúcar, o Submarino não exige a instalação de um aplicativo exclusivo. Os QR codes fazem o redirecionamento para o site da empresa, onde os consumidores podem concluir a compra.

Veja também

Pão de Açúcar investe R$ 5 mi em e-commerce

O Grupo Pão de Açúcar investirá R$ 5 milhões em uma plataforma de comércio eletrônico de alimentos chamada Pão de Açúcar Delivery.

Com o projeto, a empresa que aumentar em 30% as vendas pelo canal até dezembro deste ano.

Pão de Açúcar: 100% thin client até 2012

O Pão de Açúcar vai trocar todos seus 10,5 mil computadores de mesa por thin clients da Wyse até 2012, com um investimento total de R$ 12 milhões.

De acordo com reportagem da Computerworld, a alteração representará uma economia de R$ 4,5 milhões em energia elétrica já em 2010, chegando a R$ 13 milhões em 2013.

Submarino: portal de entretenimento e tecnologia

O site Submarino lançou nesta segunda-feira, 06, o Radar, um espaço interativo que reúne informações sobre tecnologia, cinema, música, artes e moda na web.

A plataforma é formada por uma equipe de jornalistas, publicitários e alguns blogueiros, e foi desenvolvida com base em pesquisas realizadas pela B2W, controladora dos sites Submarino e Americanas, sobre o posicionamento da marca e o perfil do público.

Submarino permite comprar pelo iPad

O Submarino lançou na quinta-feira, 20, um aplicativo gratuito para iPad e iPhone que promete facilitar a experiência de compra utilizando os dispositivos da Apple.

Desenvolvivo pela B2W, o lançamento tem interface intuitiva e permite buscar produtos, comparar preços e características, conhecer listas de mais vendidos e dos mais recentes lançamentos.

Locaweb: vitrine para lojas virtuais

A Locaweb colocou no ar o Vitrine WebStore, espaço que promete funcionar como uma “vitrine” das lojas usuárias do WebStore Locaweb.

Magazine Luiza vende via redes sociais

Em breve, qualquer internauta poderá ser um vendedor do Magazine Luiza, com comissão de vendas.

Numa investida rumo ao social commerce, a loja criou um novo canal de venda em que qualquer pessoa poderá criar sua vitrine no Facebook e no Orkut com produtos da loja virtual da rede e vender a seus amigos.

Chamado de Magazine Você, o espaço dará aos consultores de vendas o nome de divulgador, e pagará entre 2,5% e 4,5% de comissão por produto vendido aos amigos nas redes sociais.

UOL Host integra Loja Virtual ao Twitter
O UOL Host, empresa de soluções de hospedagem e data center, anuncia a integração de sua solução Loja Virtual com o microblog Twitter.

A previsão é que, em breve, sejam anunciadas também integrações com outras mídias sociais, como Facebook e Orkut.