Marco Lupi, diretor geral business da Almaviva do Brasil. Foto: Divulgação.

A Almaviva tem o plano de investir R$ 30 milhões em tecnologia ao longo de 2016. O valor representa 75% de todo o capital da companhia previsto para investimentos neste ano.

Dos R$ 30 milhões, cerca de 80% do investimento será focado na Almawave, braço da empresa focado em interação multicanal, gestão e análise de processos empresariais e restruturação dos processos.

Apesar do valor do total de investimentos da empresa ter diminuído em relação ao ano passado, quando foram aplicados R$ 60 milhões, a fatia destinada a tecnologia é maior em 2016.

A companhia pretende incrementar a solução Iride, uma plataforma multicanal que fornece um painel completo das dinâmicas empresariais para monitorar e analisar as métricas de atendimento.

Entre os projetos estão a integração de ferramentas de reconhecimento facial e de voz para acelerar o processo de atendimento.

“Vemos que o universo de serviços ainda tem muitas oportunidades no Brasil e que o momento atual deve ser focado em melhora dos processos para manter bons resultados, então esse será o foco dos investimentos da Almawave”, relata Marco Lupi, diretor geral business da Almaviva do Brasil.

A empresa irá investir também na solução Avaya SBC (Session Boarder Controller ), que tem o intuito de proteger a conectividade de SIP e VoIP, além do firewall de rede de dados da empresa.

Neste ano, o CRM da Almawave também recebeu a integração da plataforma de discagem preditiva da Altitude.

“Recentemente também realizamos um grande investimento para adequar a infraestrutura do  nosso data center central de Belo Horizonte, adquirindo a solução Nexus da Cisco. A implantação será realizada nos próximos meses”, relata Lupi.

A Almaviva do Brasil, empresa de contact center e trade marketing, registrou crescimento de 30% na receita bruta em 2015, conquistando R$ 921,5 milhões. 

A receita liquida passou de R$ 645,3 milhões para R$ 842,8 milhões e o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 103,6 milhões para R$ 111,8 milhões. 

Para este ano, a Almaviva projeta crescimento na receita bruta de 20% no país.