A fabricante de eletrodomésticos Whirlpool firmou um acordo para vender a Embraco. Foto: Divulgação.

A fabricante de eletrodomésticos Whirlpool firmou um acordo para vender a Embraco, multinacional de compressores para refrigeração sediada em Joinville, para a japonesa Nidec Corp, por US$ 1,08 bilhão. A Whirlpool é dona das marcas Brastemp e Consul no Brasil. 

O acordo não inclui as instalações da Embraco na Itália, que devem ser fechadas. 

Com o negócio, a Whirlpool espera recomprar até US$ 1 bilhão em ações por meio de uma oferta com preço antecipado de US$ 150 a US$ 170. A oferta está prevista para começar na próxima quinta-feira (26). 

Fundada em Joinville, a Embraco é líder na fabricação de compressores herméticos para refrigeração e desde 1997 pertence aos norte-americanos. A empresa tem cerca de 11 mil funcionários em oito fábricas no Brasil, Itália, China, Eslováquia e México.

A Embraco pode ser considerada uma das empresas mais sofisticadas do país na incorporação de tecnologia na sua linha de produtos. Em setembro, a companhia lançou um sistema de controle de refrigeração turbinado com um conceito de de internet das coisas (IoT), focado no gerenciamento de freezers e geladeiras nos pontos de venda. 

No ano passado, a empresa adquiriu a UpPoints, startup que desenvolveu um sistema de comportamento do consumidor, reconhecimento de imagem e análise da performance de vendas de produtos.

A companhia também é co-fundadora da Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), uma iniciativa pioneira no país visando aproximar a indústria do mercado de tecnologia para definir padrões relativos a Indústria 4.0.

Fundada em 1973 pelo japonês Shigenobu Nagamori, a Nidec conta com 297 unidades distribuídas pelos cinco continentes. Em 2016, a companhia alcançou receita de US$ 11,15 bilhões.