Acordo entre GE e Alstom pode ser anunciado na próxima semana. Foto: flickr.com/photos/gedobrasil

A General Electric (GE) está em negociação para comprar a Alstom, fabricante francesa de trens e usinas de energia. Fontes da Bloomberg indicam que essa seria a maior aquisição da história da GE. 

Um acordo pode ser anunciado na próxima semana. O preço pago pela GE pode ser até 25% maior do que o valor atual de mercado da Alstom.

O acordo daria ao fabricante de motores a jato e locomotivas dos Estados Unidos controle da tecnologia da Alstom para transmissão de energia e manutenção de usina.

Cerca de 640 empresas francesas foram adquiridas por empresas norte-americanas na última década, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. A soma das aquisições resulta em 77 bilhões de dólares.

Entre os maiores negócios estão a venda da unidade de biscoitos da Danone para a Kraft Foods em 2007, que custou 7,2 bilhões de dólares, e a compra da Sperian Protection AS pela Honeywell Internetional Inc em 2010, que foi firmada em 1,4 bilhão de dólares.

A Alstom é líder mundial em turbinas para barragens, enquanto fica atrás da GE e da Siemens em turbinas a gás. É a terceira maior fabricante de equipamentos de transmissão de energia, após ABB Ltd. e Siemens, e concorre com a empresa alemã e a empresa canadense Bombardier Inc. no mercado de trens e outros equipamentos ferroviários.

A Alstom está cortando 1.300 postos de trabalho, principalmente em seus departamentos de TI e unidades de caldeira, para reduzir os custos em até 1,5 bilhão de euros até abril 2016. A empresa francesa está tentando economizar na Europa, enquanto investe em parcerias em países como China, Rússia, Brasil, Índia e África do Sul, para aproveitar a demanda por trens e turbinas.