A Apdata do Brasil, empresa paulista especializada em software para gestão de pessoas, cresceu 34% no ano passado, atingindo um faturamento de R$ 25 milhões.

Para 2012, a meta é crescer 30%, o que significaria um faturamento de R$ 33 milhões. Nos últimos cinco anos, o crescimento total foi de 125% e a base de clientes chegou a 400 nomes.

O curioso são os métodos por trás dos resultados, que incluem o incentivo à alimentação balanceada – até aqui, território mais conhecido – e técnicas menos ortodoxas como sestas após o almoço,  trabalhos de terapia, acupuntura, reiki e massagens.

“Essas iniciativas trouxeram um surpreendente aumento de produtividade de 60% e um turnover baixíssimo, menos de 1%”, afirma a presidente da Apdata, Luiza Nizoli.