Audreyn Justus, diretor de desenvolvimento e sócio proprietário da Solo Network. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Solo Network, uma das maiores integradoras de TI do país, acaba de lançar o Solo CloudCode, um programa focado em auxiliar startups fornecedoras independentes de software (ISVs) com as tecnologias na nuvem da Microsoft Azure.

A ideia é apoiar as ISVs na modernização das suas aplicações e nos testes dos produtos utilizando machine learning, inteligência artificial, serviços de aplicativos e máquinas virtuais — gerando benefícios na redução de custos, migração de dados e no suporte oferecido. 

Segundo a empresa, um exemplo para a utilização da plataforma é no setor de recursos humanos, que agora pode contar com o registro de ponto por reconhecimento facial, mesmo que o celular do colaborador não tenha sinal ou internet. 

Com a ferramenta, as informações passam a ser totalmente automatizadas e podem ser organizadas para o acompanhamento dos colaboradores através do Microsoft Azure, que armazena todos os dados.

"Nosso programa possibilita que os parceiros façam o provisionamento de ambientes no Azure para criar aplicações rapidamente em poucos cliques", explica Audreyn Justus, diretor de desenvolvimento e sócio proprietário da Solo Network.

Além disso, a companhia afirma que vai oferecer vantagens como mais visibilidade corporativa, descontos na aquisição de hardwares e créditos no Azure e apoio técnico em diversas etapas do negócio.

As inscrições podem ser feitas no site do programa Solo CloudCode.

A Solo vem em alta, tendo conquistado em 2020 os prêmios de Microsoft Partner of the Year Brazil e o Adobe Partner of the Year Americas, neste último caso, um destaque nunca antes obtido por uma empresa brasileira.

Desde 2002 no mercado brasileiro, a integradora é parceira de fabricantes de software e hardware, com destaque para as soluções Microsoft, Kaspersky, Adobe, Autodesk, Huawei e Lenovo, entre outros. 

A companhia tem 5 mil clientes ativos e operações em Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Salvador.