O Colégio Suíço-Brasileiro contratou a Ruckus Wireless para implantar uma nova rede wi-fi. Foto: Divulgação.

O Colégio Suíço-Brasileiro de Curitiba contratou a Ruckus Wireless para implantar uma nova rede wi-fi na instituição. 

O setor de educação da escola redefiniu a forma como os alunos aprendem com ferramentas digitais, integrando dispositivos móveis ao processo de ensino. Com isso, uma rede Wi-Fi que possa lidar com alta densidade de aparelhos passou a ser necessária.

Para isso, o Colégio Suíço-Brasileiro contou com a tecnologia Ruckus Wireless no projeto de melhoria do sinal wi-fi e gerenciamento centralizado, seguindo exemplo da matriz em São Paulo, a Escola Suiço-Brasileira, que já utiliza rede Ruckus.

No projeto de otimização foram utilizados pontos de acesso Ruckus ZoneFlex Smart Wi-Fi R300, R700 e T300, além da controladora Ruckus ZoneDirector.

O projeto atende aos mais de 620 alunos​ e 110 professores e funcionários do colégio. Hoje, a rede registra, em média, 250 conexões simultâneas.

Entre os problemas enfrentados pelo colégio antes do projeto estavam baixa qualidade no sinal da rede wireless, baixa performance no uso da rede por possuir uma estrutura de wi-fi extremamente caseira, com APs de uso doméstico, os quais não suportavam a demanda de acessos. 

A nova rede possibilita aplicação em projetos pedagógicos, aumento do uso das tecnologias em sala de aula, provendo diferentes experiências nas mais diversas áreas de conhecimento.

“Antes do projeto com a Ruckus quase não existiam trabalhos voltados a cloud, ​interação com plataformas educacionais e uso de dispositivos móveis. Hoje já temos uma equipe de tecnologia educacional que auxilia nessas questões ligadas a softwares, além da aquisição de 100 tablets para uso em salas de aula”, explica o coordenador de TI da instituição, Luiz Gustavo Ortigara.

O Colégio Suíço-Brasileiro é uma instituição de ensino bilíngue mantida pela Associação Escola Suíço-Brasileira. Entre os mais de 620 alunos, 70% são brasileiros. O Corpo Docente é formado por professores de nacionalidades brasileira e suíça. O ensino é ministrado em português e alemão e o currículo inclui também os idiomas inglês, francês e espanhol.