FISCAL

Origen estreia no Brasil com SAP TDF

23/10/2017 16:02

Entrada será baseada na oferta de ponta da SAP para a área fiscal.

Brasil é o novo objetivo da Origen. Foto: Pixabay.

Tamanho da fonte: -A+A

A Origen, uma multinacional americana especializada em tecnologia SAP, está preparando uma entrada mais agressiva no mercado brasileiro com a oferta do software de gestão fiscal SAP TDF.

A empresa fechou um acordo com a Vivo para hospedar no data center da operadora máquinas da Huawei para oferecer o serviço na nuvem, com os clientes pagando de acordo com o volume de documentos processados.

A Origen já atua no Brasil desde 2012, mas com o foco principal na operação local de multinacionais americanas e europeias, com os quais a matriz americana fecha os negócios diretamente.

“Já temos certificação em TDF e dois projetos entregues no modelo tradicional. A ideia é atingir também empresas brasileiras”, explica o diretor da Origen no Brasil, Eduardo Garufi.

Garufi foi a primeira contratação da Origen, junto com outros funcionários da Politec que então estavam entregando um projeto de roll out SAP no Brasil de uma empresa dos Estados Unidos.

Desde então, a empresa foi crescendo de maneira constante, com a equipe hoje no país girando em torno de 100 pessoas. Garufi destaca que 80% do faturamento vem de novos projetos feitos na base atual de clientes.

O TDF é um bom produto para ser trabalhado no estilo da Origen. Lançado exclusivamente para o mercado brasileiro em 2014, o software usa o solução de processamento de dados em memória Hana para fazer análises de documentação tributária.

O produto, desenvolvido no SAP Labs, centro de desenvolvimento da multinacional em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, atende a necessidade dos maiores clientes da empresa de eliminar gargalos no processamento das suas obrigações tributárias. 

Com tempo limitado pelo processamento tradicional, as empresas conseguem somente processar os impostos, perdendo oportunidades de analisar os dados para encontrar erros, ou mesmo explorar a informação para ajudar na hora de tomar decisões de negócio como onde instalar um novo centro de distribuição, por exemplo.

Se trata de tecnologia sofisticada que atinge um número relativamente pequeno de clientes da SAP no país: hoje estão em algum momento da implantação 90 organizações. 

O número de parceiros trabalhando com o TDF fica em torno de uma dezena e uma implementação típica tem um custo na casa dos milhões de reais.

Esses números podem crescer um pouco com a oferta na nuvem (além da Origen, também tem um oferta do tipo no país a Sonda, um player forte no mercado fiscal). 

“O valor da mensalidade vai variar conforme o tamanho da empresa e o volume de documentos gerados. Conseguimos abranger um mercado maior, incluindo aí empresas que de outro modo não teriam como adotar uma solução deste porte”, acredita Garufi.

Veja também

IMPOSTOS
Marcopolo rodará fiscal no SAP Hana

Projeto é uma parceria do SAP Labs com a Pelissari.

SPED
Cenibra adota SAP TDF com Sonda

A solução de gerenciamento de tributos  da SAP está em fase de testes.

SAP
Infosys tem solução fiscal para Hana

Além da Infosys, já foram certificadas pela SAP soluções criadas pelos parceiros EngDB, Pelissari e All Tax.

CLOUD
Brudden: S/4 Hana com Pelissari

O  go live do projeto está previsto para o início de 2017.

ESPECIALIZAÇÃO
Sonda reestrutura equipe de vendas

Para ampliar as vendas de soluções SAP, a integradora contratou Manuel Bueno Gomez;

GESTÃO
Danone: NF-e com Oobj

A solução em nuvem atua de forma integrada ao ERP da companhia, fornecido pela SAP.

FISCAL
Quem está na frente do SPED 2.0?

Conheça as empresas de TI que estão no piloto da nova versão do sistema fiscal.