Sispro agrega tecnologia ao inventário da FEI. Foto: Flickr.com/onegoodtum

A gaúcha Sispro fechou contrato para fornecer serviços de inventário e avaliação da vida útil dos ativos patrimoniais, a partir do teste de recuperabilidade (impairment), para a FEI (Fundação Educacional Inaciana).

Este é o segundo projeto contratado junto à Sispro pela organização, que é mantenedora do Centro Universitário da FEI, do IPEI (Instituto de Pesquisas e Estudos Industriais), do Iecat (Instituto de Especialização em Ciências Administrativas e Tecnológicas) e da Escola Volkswagen, que atende a mais de 10 mil alunos.

O primeiro projeto foi realizado em 2008 e incluiu o inventário de todos os itens do patrimônio da fundação, somando 20 mil ativos.

Agora, o novo contrato visa a adequar a instituição a exigências da lei 11.638/07, referente à determinação de vida útil de ativo, e atender a solicitações de uma auditoria externa contratada para validar o valor real dos bens contabilizados, real estado dos mesmos, entre outros quesitos.

Carlos Aldrighi, controller da FEI, esclarece que o controle de bens patrimoniais da fundação vinha sendo feito há mais de 20 anos internamente, e  que a instituição realiza inventários periódicos e por amostragem.

Segundo ele, a auditoria foi o que motivou a contratação da Sispro como apoio ao trabalho.

“A Sispro está concluindo o relatório que irá, com certeza, confirmar nossas informações internas e, atendendo a legislação vigente das normas do CFC, ajudará o parecer que a auditoria externa irá preparar, garantindo visibilidade ao nosso balanço a ser encerrado em dezembro próximo”, destaca Aldrighi.

Já Wagner Rodrigues, gerente de Contas da Sispro, explica que o trabalho também visa a atender às normativas da Comissão de Valores Mobiliários, IAS 36 (International Accounting Standards) e teste de recuperabilidade CPC01.