A Expresso Jundiaí adquiriu a solução Acesso Seguro de firewall gerenciado da CorpFlex. Foto: Divulgação.

A Expresso Jundiaí, empresa de transporte que integra o Grupo Femsa, adquiriu a solução Acesso Seguro de firewall gerenciado da CorpFlex. O objetivo foi minimizar o custo de telecom e centralizar a comunicação das suas filiais com a matriz de forma segura. 

O projeto, implementado e gerenciado pela CorpFlex, substituiu os links ponto a ponto, padrão MPLS  (Multiprotocol Label Switching, em português, Comutação de Rótulos Multiprotocolo), exclusivos para a Expresso Jundiaí por links dedicados com internet. 

A mudança possibilitou uma descentralização da navegação, permitindo que os usuários acessem os dados das próprias filiais com uma administração central. 

“É um projeto completo e importante pois oferece benefícios de comunicação e integração de sistemas”, afirma Marcos Andrade, CMO da CorpFlex.

O novo sistema conta com uma dupla abordagem de links de no mínimo 2 MB em cada filial, sem comprometer o desempenho da empresa quando o link principal sofrer alguma queda, e oferecendo uma maior velocidade de conexão da internet. 

A empresa agora pode monitorar as câmeras de segurança, atividade que provocava queda de links com o outro serviço.

O projeto já beneficiou 680 usuários da empresa, com a implementação de 50 links. 

“Os resultados provocaram uma repercussão na nossa matriz no México. A equipe se interessou pela ideia e pretende implementar a metodologia de navegação a partir do ponto de conexão do usuário para reduzir o custo e a banda”, conta Ariovaldo Branco gerente de TI para o Brasil, da Expresso Jundiaí.

A partir deste serviço, a CorpFlex alavancou outro projeto com a Expresso Jundiaí. 

O novo programa envolve a Atlas Transportes e Logística e a Expresso Jundiaí, pertencentes à Femsa Logística, terceira participante. 

Além da troca de links e a comunicação entre as filiais e a matriz, o projeto proporciona a comunicação entre as três empresas e visa um alcance internacional com a integração de voz e dados entre Brasil e México, local da matriz da empresa, permitindo uma economia nas ligações telefônicas entre as filiais e entre as empresas.

O projeto ficará pronto ainda este ano e irá conectar 78 filiais das empresas.

A Femsa Logística faz parte da Femsa, uma empresa com 125 anos de trajetória e mais de 260 mil colaboradores em onze países da América Latina e nas Filipinas. 

A Femsa participa na indústria de bebidas através da Coca-Cola Femsa, a maior engarrafadora independente do mundo. O grupo está presente no comércio varejista operando as lojas OXXO (+ de 14 mil lojas), diversas cadeias de farmácias, postos de gasolina e restaurantes de serviço rápido; e na fabricação de refrigeradores através da IMBERA. A Femsa é também a segunda acionista mais importante da Heineken, uma das cervejarias líderes no mundo.

A Femsa Logística é a maior operadora logística do México em termos de vendas com presença em 7 países da América Latina e é integrada por mais de 18 mil colaboradores. 

Fundada em 1992, a CorpFlex é uma empresa fornecedora de soluções em outsourcing de TI e cloud computing. A companhia está sediada na cidade de Barueri e possui uma carteira de 550 contratos, com cerca de 30 mil usuários.