Câmera da Dropcam se destaca na Amazon. Foto: Divulgação.

A Nest Labs, empresa adquirida pelo Google no início de 2014, comprou a startup Dropcam, que produz câmeras de monitoramento. O negócio foi fechado em US$ 555 milhões.

A compra da Nest pelo Google aconteceu há apenas quatro meses e custou US$ 3,2 bilhões. A empresa diz que está adquirindo a Dropcam por conta própria, sem o Google. 

"As equipes de Nest e Dropcam estão muito bem alinhados e nós amamos o produto", disse Matt Rogers, co-fundador e vice-presidente de Engenharia da Nest, em entrevista ao Re/code.

Rogers disse que o acordo foi assinado sexta-feira e ainda não foi fechado. A equipe da Dropcam planeja se mudar de São Francisco para os escritórios da Nest em Palo Alto, na Califórnia.

A Dropcam nunca revelou números de venda, mas é rotineiramente a câmera de segurança mais vendida na Amazon, e recentemente passou a vender em lojas de varejo como a Apple e a Best Buy. 

O mais novo modelo da empresa é vendido por US$ 199, e uma versão com resolução mais baixa e menos campo de visão é vendido por US$ 149.

Para o Re/code, a Dropcam não é apenas uma empresa de dispositivos, mas sim uma startup de hardware com a cabeça na nuvem. 

A empresa inicialmente tentou usar webcams existentes para suportar um arquivo de vídeo pessoal hospedado, mas percebeu que os modelos do mercado não eram lá essas coisas. Por isso, começou a fazer o seu próprio.

Armazenamento on-line é a outra parte do modelo de negócios da Dropcam. A empresa cobra US $ 99 por ano para salvar uma semana de vídeo de cada vez.

Os últimos dados checados apontavam que 39% dos compradores de câmeras da Dropcam também pagavam pelo seu serviço de armazenamento em nuvem.

Antes de sua aquisição, a Dropcam tinha levantado um total de US$ 48 milhões de investidores institucionais, incluindo Venture Partners, Accel Partners, Menlo Ventures e Kleiner Perkins Caufield & Byers.