São Bernardo com 300 km de fibra. Foto: reprodução.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo anunciou a implantação de trezentos quilômetros de fibra óptica e equipamentos com tecnologia GEPON, interligando 383 prédios e espaços públicos das secretarias Administrativa, da Saúde e de Educação do município, em um investimento de de R$ 14,7 milhões.

A infraestrutura, batizada de infovia, integrará os sistemas Ethernet e GEPON, suportando o tráfego de dados, voz e vídeo e integrando dois data centers – um principal e outro de backup –, ambos interligando pontos em diferentes bairros da cidade.

O sistema conta com velocidade de 10 GbE no core e de 1 Gbps nas estações de acesso pelo usuário, dando suporte às comunicações das secretarias e instalações das escolas municipais.

Também são contemplados dos centros de inclusão digital, bibliotecas, hospitais públicos, unidades de pronto atendimento de saúde (UPAS), postos de saúde e vias públicas – avenidas, ruas, praças e parques do município.

No total, o projeto envolveu a atualização de mais de sete mil pontos de acesso para dados, telefonia e elétrica. Os prédios também foram equipados com nobreaks, garantindo a alimentação elétrica dos sistemas por até 2 horas.

Para Luiz Donizeti Rodrigues de Oliveira, diretor presidente da Net Telecom, empresa responsável pelo projeto implantado em oito meses, a Infovia de São Bernardo do Campo é um projeto calcado no conceito de anéis ópticos, com redundância e segurança para o ambiente.

“No conceito de anéis, se há um rompimento de fibra ou qualquer outra interferência na rede, os dados seguem por uma rota alternativa, garantindo a velocidade no tráfego de dados e a comunicação", frisa.

A cerca de 30 quilômetros da capital paulista, São Bernardo do campo conta com uma área de 406 km², com aproximadamente 765 mil habitantes, com um PIB percapita de R$ 37,2 mil, segundo o IBGE.

A economia do município é calcada na indústria automobilísticas, sendo um dos berços do setor no país.

NOVO HAMBURGO

Novo Hamburgo, cidade de aproximadamente 200 km² na região metropolitana de Porto Alegre, também anunciou recentemente a implantação de um anel óptico, com um investimento de R$ 1,28 milhão.

Em uma estrutura de 28 quilômetros de fibra óptica, o anel interligará 36 prédios, como escolas e unidades de pronto atendimento, em 24 vias com links de 1Gbps disponíveis por ponto.

Além de prédios da prefeitura, a rede atenderá outros órgãos públicos como a Câmara de Vereadores e a Fundação de Saúde Novo Hamburgo (Hospital Geral).

O projeto também prevê a ligação de novas câmeras de monitoramento transmitindo imagens em alta velocidade. Atualmente, de trinta câmeras espalhadas pela cidade, apenas três usam fibra - as restantes são via rádio.