A Owl Docs está entre as selecionadas para ingressar como residente no Cubo Itaú. Foto: Pexels.

A Owl Docs está entre as selecionadas para ingressar como residente no Cubo Itaú, centro de empreendedorismo tecnológico fundado em parceria com a Redpoint eventures.

Além dela, passam a atuar no centro as startups Accountfy, Colheita Direta, James Delivery e Kenoby.

A Owl Docs é uma plataforma online para gestão de dados corporativos com foco na melhoria da governança, redução de fraudes e transformação de terabytes em inteligência de negócio.

Criada em 2015, a Owl tem Bruno Kenj e Silvia Valadares como co-fundadores. Antes da companhia, Kenj foi gerente de inovação da Comp Line Services Solutions. Já Silvia atuou oito anos na Microsoft, passando por cargos como developer evangelist e executiva de marketing.

O Accountfy é uma plataforma SaaS de soluções para gestão financeira que possibilita a padronização de relatórios, controles e planejamento das empresas.

A Colheita Direita é um canal de entrega de produtos alimentícios frescos para restaurantes, hospitais e hotéis. 

O James Delivery também entrega produtos da loja ou restaurante que o usuário desejar. 

O Kenoby é um sistema de gestão de recrutamento e seleção que usa a inteligência artificial para aumentar a probabilidade de acerto nas suas contratações. 

"Para ser residente do Cubo, uma startup precisa oferecer uma solução escalável para um problema real e do mundo real. Além disso, é importante que ela tenha uma base de tecnologia, potencial de mercado, produto pronto e um modelo de negócio que possa ser testado”, afirma o diretor do Cubo, Flavio Pripas.

Recentemente, o Cubo anunciou o seu projeto de expansão para o primeiro semestre de 2018. Abrigando mais e maiores startups, o hub ocupará um edifício de 12 andares, quadruplicando a capacidade para cerca de mais de 1 mil residentes trabalhando diariamente no local e mais de 2 mil pessoas circulando por dia no espaço.