RUSSOS

Softline anuncia chegada ao Brasil

22/10/2014 16:48

Igor Petlyakov.

Tamanho da fonte: -A+A

A Softline, distribuidora russa de software parceira de multinacionais como Microsoft, Oracle, VMware, Citrix e Veeam, acaba de abrir as portas no Brasil, por meio de uma sede em São Paulo e uma filial em Salvador, na Bahia.

A companhia anunciou investimentos de mais de US$ 20 milhões na operação brasileira para os próximos três anos.

“Nossos planos para o Brasil são bem otimistas e vamos trabalhar duro para atingir nossos objetivos de negócios. Para o próximo ano, a empresa planeja abrir outras duas filiais para melhor cobertura geográfica”, afirma Igor Petlyakov, vice-presidente da Softline Internacional, que esteve em São Paulo nesta quarta-feira, 22, para o lançamento da empersa no país.

A Softline é uma empresa de porte, com faturamento de U$ 950 milhões em 2013 e a meta de superar o US$ 1 bilhão neste ano. A companhia já está presente em 27 países com mais de 79 escritórios.

Sobre a América Latina, a estratégia da empresa parece ter sido comer pelas bordas, abrindo primeiro operações no Chile, Argentina e Venezuela para depois se arriscar no principal mercado da região. O México está nos planos para 2015.

A principal contratação da empresa no Brasil é o diretor de Marketing Roger Melo. Ex-diretor de Marketing da AMD, Melo exerceu a mesma função na Intel em nível latino americano e foi gerente de comunicação  corporativa da Microsoft no Brasil.

Além de Melo, a reportagem do Baguete conseguiu averiguar outras seis contratações no Brasil, a maioria de profissionais com até cinco anos de experiência, incluindo dois ex-SoftwareOne, multinacional suíça que atua como distribuidora Microsoft no Brasil.

A Softline chega ao país em um momento no qual o segmento de distribuição nacional parece ter entrado na mira de grupos estrangeiros. Nos últimos meses, dois distribuidores nacionais (Network1 e CNT) foram adquiridos por grupos de fora (ScanSource e Arrow, respectivamente).

Com estimativa de vendas líquidas para 2014 de R$ 850 milhões e 400 funcionários, a Network1 era uma das maiores distribuidoras do Brasil.

A chegada de empresas como a Softline, com grande capacidade de investimento e aparentemente dispostas a construir sua presença do zero, é outro adicional no cenário.

Agora é ver como o mercado como um todo vai se comportar. O segmento vem diminuindo suas taxas de crescimento há três anos, passando de 7% em 2012 para apenas 2% em 2013 de acordo com dados da Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (Abradisti). 

Veja também

SEGURANÇA
Risco monta canal de distribuição

Empresa firmou acordo com quatro empresas do Sul para ampliar sua rede de distribuição regional.

DISTRIBUIÇÃO
ScanSource: revenda, mas com valor

Pplano é ir além das vendas e ser uma distribuidora de soluções com valor agregado.

QTECH
Axyon: parceria com fabricante russa

Com oito anos de mercado, a Qtech conta com cerca de 200 funcionários na Rússia.

ESTRATÉGIA
Aerohive de olho no varejo

Multinacional de soluções de rede e acesso wireless quer impulsionar seu crescimento na vertical varejo.

DISTRIBUIÇÃO
Nutanix fecha com CNT/Arrow e Network1

Empresa montou operação nacional em janeiro.

VIRADA
Canais da Dell Software crescem

As vendas de software por canais da Dell cresceram 39% no primeiro semestre do ano no Brasil.

SEGURANÇA
Scunna e ISH: parceiras McAfee para Stonesoft

Stonesoft foi adquirida por US$ 389 milhões pela McAfee em 2013.