VCE tem produtos como o vBlock. Foto: divulgação.

A EMC, companhia norte-americana de soluções de storage, anunciou que comprará boa parte da participação da Cisco na VCE, joint-venture criada pelas duas companhias, juntamente com a VMWare. Com a compra, a fabricante norte-americana internalizará as operações da companhia.

Segundo destaca a Reuters, a transação deve ser concluída até o final deste ano, por um valor não revelado. Pelos termos da aquisição, a EMC ficará com o controle total da joint-venture, com cerca de 83% das ações.

A Cisco ainda permanecerá no quadro societário, mas apenas com um share de 10%. O modelo de negócio da VCE não será alterado, tendo o CEO Praveen Akkiraju e sua equipe na liderança.

Segundo destacou a EMC à agência de notícias, com a compra a empresa combinará as ofertas da VCE com seu portfólio de storage, mas isso não terá impacto sobre os resultados da empresa em 2014.

A VCE, montada em 2009 para vender soluções de infraestrutura convergente para data center, cria pacotes de equipamentos de rede e servidores da Cisco com equipamentos de storage da EMC e softwares da unidade de virtualização da VMware.

A EMC, que cortou sua projeção de lucro para o ano inteiro nesta quarta-feira, havia contribuído com 1,26 bilhão de dólares em financiamento à VCE desde sua criação.

O negócio VCE seguirá com foco na simplificação da implementação de nuvens híbridas, incluindo ofertas de infraestrutura convergente. A VCE continuará focada no desenvolvimento de soluções baseadas na plataforma Vblock, com exclusividade para Cisco, EMC e VMware.

Segundo a Bloomberg, assumir o controle da VCE pode render à EMC um bem vindo empurrão em suas finanças. Sediada no Texas, a VCE ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão em vendas de produtos como o vBlock.

A receita da EMC em 2013 foi de US$ 23,2 bilhões, um aumento de 7% em comparação com o ano anterior.