Funcionários da Poliedro podem entrar em greve. Foto: www.flickr.com/photos/streetlife/

Os funcionários da Poliedro podem entrar em greve na terça-feira, 23, caso não recebam seus salários atrasados.

Segundo informa o site brasiliense Convergência Digital, uma parte não determinada dos 400 empregados da empresa receberam apenas metade do vencimento pago no início do mês passado.

Ao todo, participaram da assembleia 66 funcionários, dos quais 42 votaram pela greve.

O Sindpd-DF sugeriu o ingresso de uma ação de rescisão indireta – pelo qual os empregados pedem demissão, mas levam os direitos trabalhistas –, o que teria levado aos funcionários o temor de que a empresa está perto da falência, revela o portal.

O sindicato, por sua parte, diz que a presidente da Poliedro, Suely Nakao, afirmou em reunião com os sindicalistas que os salários serão pagos e que uma falência não passa de “boato”.

De acordo com o Convergência, a Poliedro afirmou à Justiça Trabalhista ter contratos ativos apenas com o Ministério da Educação, FNDE, Aneel e Anac.

É uma queda e tanto para empresa, que no primeiro semestre de 2009 era a número um da lista de fornecedores de suporte técnico do governo federal, com contratos somando R$ 57 milhões, mais de uma quarta parte dos investimentos totais.