Mini Fazenda, um dos games da Vostu. foto: reprodução.

A Vostu, desenvolvedora brasileira de jogos sociais para a América Latina, recebeu uma nova rodada de aportes para o projeto de expansão da empresa. Os aportes, cujos valores não foram abertos, foram concedidos pelos fundos de investimentos Tiger Global, Intel Capital e General Catalyst.

Os investimentos serão usados principalmente na expansão do desenvolvimento de novos jogos e aplicativos mobile.

O investimento também deve ser usado no processo de reestruturação física da empresa, que neste ano fechou seus estúdios no Brasil e EUA, fixando a produção de seus games em um escritório na Argentina.

No mercado desde 2007, a Vostu conta hoje com mais de 50 milhões de usuários cadastrados, com 90% deles no Brasil. Com um portfólio que reúne 14 jogos – sendo quatro para plataformas mobile –, até o final de 2012 a empresa pretende lançar, ao menos, seis novos produtos.

“Mobile é um dos segmentos da tecnologia que mais deve crescer nos próximos anos. Além disso, é um mercado que ainda não está saturado, já que o número de brasileiros que compram smartphones e tablets ainda cresce muito”, explica Matias Recchia, CEO da Vostu.

O modelo de negócio da Vostu e de seus jogos sociais é de serviços “freemium”, quando o produto é oferecido de forma gratuita e o usuário paga apenas por recursos e funcionalidades mais avançadas, caso tenha interesse. São os chamados “virtual goods”.

Entretanto, marcas brasileiras têm percebido o potencial dos jogos sociais como veículos de marketing. É o caso, por exemplo, de Dove, Guaraná Antarctica, Netflix e Walmart, que já realizaram suas ações em jogos da Vostu.

Segundo a empresa, a expectativa é que este tipo de “ação de gamefication” responda por 15% de seu faturamento até 2013, enquanto que a compra de bens virtuais represente 85%.

Segundo a Gartner, empresa de pesquisas, o segmento de jogos sociais deve atingir faturamento de US$ 6,2 bilhões em 2012.

A movimentação em torno dos games em redes sociais e plataformas mobile vem crescendo exponencialmente, atraindo inclusive a atenção das grandes produtoras de jogos eletrônicos.

Na semana passada, em depoimento à agência Reuters, o VP de operações da Electronic Arts, Peter Moore, afirmou que o foco é expandir a linha de produtos gratuitos e para aparelhos móveis.

A Vostu tem como principais produtos jogos como MegaCity, Mini Fazenda, Café Mania, World Mysteries, Candy Dash e GolMania.

PROBLEMAS

Recentemente, a Vostu foi alvo de um processo da empresa líder mundial na área dos games sociais, a Zynga. A produtora americana processou a Vostu sob a acusação de plágio em diversos de seus jogos.

A decisão judicial previu, no final do ano passado, que a Vostu pagasse à Zynga pela cópia dos jogos, em um acordo cujos valores não foram divulgados.