Antonio Loss. Foto: Divulgação.

O Conselho de Administração da Telebras aprovou os nomes dos novos integrantes da diretoria e dos conselhos da organização. Para presidir a empresa foi escolhido Antonio Loss, que comandava a Via Sat do Brasil.

Loss é uma executivo com experiência no setor, tendo passagens por Net Sul, Net Serviços e Oi. O novo presidente substitui Jorge Bittar, aliado da presidente afastada Dilma Rousseff recém demitido do cargo.

Bittar ficou pouco mais de um ano na função. O ex-deputado federal (PT-RJ) é engenheiro formado pelo ITA e durante 22 anos foi dos quadros da Embratel, ainda estatal, quando ingressou no movimento sindical e depois no PT. 

Os demais integrantes da diretoria serão o ex-conselheiro da Anatel, Jarbas Valente, na área de operações; Paulo Ferreira, da Universidade Mackenzie, na diretoria administrativo-financeira; e Alex Magalhães, ex-Globo, na área comercial.

A escolha de Loss, segundo assessores do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, levou em conta sua recente experiência na área de satélite, já que um dos principais programas da Telebras é o satélite brasileiro de banda Ka, em fase de testes na França e que será lançado no início do próximo ano.

A Via Sat trabalha com satélites de banda Ka, tecnologia que, segundo a empresa, tem potencial competitivo em cerca de 9 milhões de domicílios brasileiros.

Para o Conselho de Administração foram escolhidos André Borges e Alvaro Prata, secretários do MCTIC. 

A Telebras é a empresa estatal responsável principalmente pela gestão do Plano Nacional de Banda Larga e das infraestruturas de fibra ótica da Petrobras e da Eletrobras.