As vendas de sistemas de videoconferência e telepresença cresceram 20,5%. Foto: wavebreakmedia/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

As vendas mundiais de sistemas de videoconferência e telepresença em unidades cresceram 20,5% no primeiro trimestre, na comparação com o mesmo intervalo de 2014, segundo dados da IDC. 

Mesmo assim, a receita do setor foi de US$ 484 milhões, cifra 21% menor que os US$ 613 milhões alcançados no mesmo período do ano passado.

Com relação aos segmentos de mercado, o de telepresença com tecnologia multi-codec imersiva continuou a registrar queda no período, de 36,2%. 

Já o segmento de infraestrutura de videoconferência – incluindo unidade de controle multiponto (MCU, na sigla em inglês) – caiu 17,9% na mesma base de comparação, enquanto as soluções de videoconferência baseadas em sala expandiram 9,9% em um ano.

Regionalmente, apenas as regiões da Ásia-Pacífico e a que engloba a Europa, Oriente Médio e África (EMEA) apresentaram aumento na receita do segmento durante o primeiro trimestre, de 9% e 2,2%, respectivamente.

Já a receita da América Latina caiu 4,2%, e a da América do Norte, 2,5%.

A liderança no mercado de sistemas de videoconferência e telepresença no primeiro trimestre foi mantida pela Cisco Systems, responsável por 42,6% do market share, com alta de 8,8% na receita. 

Já a Polycom viu sua receita com o segmento cair 10,1% na comparação trimestral anual e agora detém 25,4% do mercado, na segunda colocação. 

A Huawei aparece na sequência, com expansão de 43,2% na receita e 11% de participação.