O MIDI Tecnológico, incubadora de empresas de Florianópolis, começa neste ano a dar suporte técnico para outras três incubadoras de Santa Catarina para a implementação do Cerne.

Serão auxiliadas a Incubadora Tecnológica de São José, em São José, Centro Regional de Inovação e Empreendedorismo (CRIE), de Tubarão, e Uniinova, de Itajaí, que receberão suporte a implantação das normas, conhecidas como ISO das incubadoras.

O Cerne tem como objetivo apoiar a profissionalização das incubadoras de empresas, em processos de gestão para melhorar os serviços oferecidos às incubadas.

As apoiadas pelo MIDI Tecnológico terão um ano para executar seus projetos.

Todo trabalho será supervisionado pelo MIDI Tecnológico e realizado de acordo com as diretrizes apresentadas nos projetos de cada instituição.

MIDI FAZ EM CASA
Paralelamente às ações dos projetos apoiados, o MIDI Tecnológico terá dois anos para executar um projeto próprio que prevê a implantação interna da metodologia CERNE 1.

Ao longo desses dois anos serão realizadas ações com foco em consolidar negócios inovadores; fortalecer a confiança entre as incubadoras participantes do projeto e as empresas incubadas; e qualificar os profissionais envolvidos na gestão das incubadoras.

Todas as atividades devem se iniciar no final de junho, após a assinatura de convênios entre as incubadoras e o Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

CERNE
O Cerne é um conjunto de processos, práticas e ações que incubadoras de excelência e sucesso devem praticar para seu melhor desenvolvimento.

Concebido há cerca de quatro anos, o programa foi inspirado nos modelos de atuação dos SBDCs (Small Business Development Centers) e do BICs (Business Innovation Centers), programas no apoio diferenciado às micros e pequenas empresas norte-americanas e europeias.

Nos últimos 10 anos, diz o site do Cerne, o movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo a uma taxa expressiva, alcançando uma média superior a 25% ao ano.