TI registra mais demisssões em 2014. Foto: divulgação.

Um levantamento anual divulgado pela Assespro Nacional apontou em 2014 o segundo aumento consecutivo no número de empresas que demitiram funcionários.

Conforme aponta o levantamento, cerca de 18% das empresas de TI no país dispensaram funcionários no ano passado, com uma média de 31 demissões. Em 2013, o número médio de demissões foi de 29, o equivalente a 12% das companhias.

Segundo a entidade, além do crescimento nas demissões, as companhias registraram uma desaceleração no número de contratações. Em 2014 o número médio de contratações foi de 33, enquanto que em no ano anterior o número foi de 39.

De acordo com o relatório da Assespro, o setor fechou o ano passado com 454 mil pessoas empregadas. Deste total, os estados de São Paulo (45,2%), Rio de Janeiro (9,9%) e Santa Catarina (7,9%) concentram o maior contingente de profissionais.

A pesquisa também demonstra que o salário médio dos funcionários de TI cresceu abaixo da inflação do ano, ficando em R$ 3.588,03 - um crescimento de 4%, enquanto que o IPCA de 2014 foi de 6,4%.

Se o quadro apresentado em 2014 não foi dos melhores, o novo ano também não promete uma recuperação. De acordo com o IDC, o crescimento do mercado de TI global será de 5% em 2015, com receita de US$ 165 bilhões. O percentual de crescimento é a metade do registrado em 2014.

Entretanto, para a Assespro, a recessão não é exatamente geral do setor. O período econômico difícil também está rendendo negócios, principalmente em startups e empresas maiores, que aproveitaram o momento para fazer aquisições.

Um resultado desta movimentação foi a redução de empresas médias no país. Na pesquisa, que ouviu 434 empresas, o percentual de companhias de médio porte caiu de 76% para 66%. Já o número de startups subiu de 12% para 18%, enquanto as companhias maiores subiram de 12% para 16%.