A Globo contratou soluções da Polycom para substituir sua plataforma de videoconferência. Foto: Divulgação.

A Globo contratou soluções da Polycom para substituir sua plataforma de videoconferência. O projeto, realizado em 2017 pela Bratech, buscava uma solução integrada ao ambiente Microsoft da emissora de televisão. 

O uso de videoconferência pelo departamento de jornalismo da Globo foi iniciado há mais de dez anos, para tornar mais dinâmicas as reuniões de pauta entre as redações do Rio de Janeiro e de São Paulo, além das regionais em Brasília, Belo Horizonte e Recife.

No entanto, a empresa optou por trocar a solução a partir de novas demandas dos usuários e da evolução tecnológica.

O objetivo era evoluir a solução para proporcionar mais simplicidade no uso, maior qualidade de transmissão nas reuniões e, também, mais facilidade na comunicação, colaboração e troca de informações.

“Tudo isso resultou em um aumento expressivo na utilização do serviço após migrarmos para a plataforma integrada Polycom & Microsoft”, ressalta Wagner Xavier, supervisor executivo de telecomunicações da TV Globo.

Além da tecnologia Polycom, a TV Globo contou com a Bratech no suporte à migração para a nova plataforma e na realização de treinamento aos usuários.  

Hoje, toda a infraestrutura de vídeo colaboração Polycom está implementada na TV Globo no Rio de Janeiro, em dois data centers distintos em prédios diferentes no Jardim Botânico. 

A infraestrutura é redundante e espelhada. As demais localidades, como regionais e afiliadas da emissora, se conectam a esta infraestrutura para participar das reuniões de videoconferência.

Nas instalações da TV Globo são mantidos 21 servidores com soluções Polycom e Microsoft Skype for Business, além de 178 terminais de videoconferência nas salas de reuniões. 

Atualmente, a empresa conta com 10 mil funcionários que possuem o Skype for Business em suas estações de trabalho. 

O projeto de migração da infraestrutura de videoconferência aconteceu em março de 2017.  Nessa época eram realizadas 2,5 mil videoconferências com 9 mil conexões. Atualmente os profissionais da TV Globo realizam em média 6 mil videoconferências com 21 mil conexões por mês.

Outra parte do projeto foi exclusiva para o programa Fantástico, que teve adicionada a tecnologia Polycom Acoustic Fence, que bloqueia ruídos externos. Ela foi instalada na sala de reunião de pauta da atração, o que se localiza ao lado da redação - onde há muito barulho. 

Agora, a emissora avalia também expandir a solução de videoconferência tanto em programas de entretenimento como em jornalismo. Na GloboNews, por exemplo, muitas entrevistas são realizadas via Skype privada do jornalista com o entrevistado.

“Queremos proporcionar isto de modo mais estruturado em nossa atual plataforma para videoconferências”, informa Xavier.

A TV Globo consome todos os recursos de colaboração da plataforma Polycom e do ambiente Microsoft, oferecendo aos usuários tudo o que está disponível, tecnologicamente falando, das funcionalidades de vídeo colaboração e do ambiente Skype for Business. 

“A integração foi fator determinante para a adoção da solução Polycom em que ainda pesou o potencial para levar esses serviços à nuvem”, garante Xavier.

De acordo com ele, há um roadmap definido pela diretoria de tecnologia para levar tudo o que está hoje na infraestrutura interna para a nuvem.