André Gerdau. Foto: Flickr.com/worldsteel/

Tamanho da fonte: -A+A

A Gerdau fechou 2012 com queda de 29% no lucro líquido, somando R$ 1,49 bilhão, ante R$ 2,09 bilhões de um ano antes.

Já a receita líquida subiu 7%, chegando a R$ 38 bilhões.

O volume físico de vendas caiu 3% na comparação ano/ano, descendo a 18,6 milhões de toneladas.

Conforme divulgado pela empresa de matriz gaúcha nesta quinta-feira, 21, a desaceleração da economia chinesa e de oturos países emergentes, a crise europeia e as incertezas sobre a política fiscal norte-americana contribuíram para os recuos no desempenho.

No Brasil, o ano foi de crescimento na casa dos 12% na receita líquida da companhia e de 5% no volume de vendas.
Globalmente, outros índices que apresentaram queda em 2012 foram a produção, que ficou em 18,9 milhões de toneladas de aço (- 4% ) e a geração de caixa operacional (Ebitda), que caiu 10% e ficou em R$ 4,2 bilhões.

Para 2013, a companhia está mais confiante na recuperação dos negócios, especialmente devido a projeções sobre uma, ainda que leve, retomada da economia internacional, com o FMI prevendo que o PIB global cresça 3,5% no ano.

De acordo com o CEO da empresa, André Gerdau Johannpeter, a recuperação de China e EUA, mesmo que moderada, é contínua, e devem melhorar a rentabilidade da companhia.