A indústria elétrica e eletrônica fechou 8 mil postos de trabalho em dezembro. Foto: servickuz/Shutterstock.

A indústria elétrica e eletrônica fechou 8 mil postos de trabalho no mês de dezembro de 2015. Com este resultado, o total de demissões no setor durante o ano passado atingiu 45,5 mil pessoas, segundo dados da Abinee, com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (CAGED). 

O número de demissões superou o índice projetado pela entidade, que previa o fechamento de 37 mil vagas.

Ao final de 2015, o total de empregados diretos no setor eletroeletrônico diminui para 248 mil, alcançando o mesmo patamar de maio de 2007. 

“A força de trabalho na nossa indústria recuou oito anos no tempo”, comenta o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato. 

O faturamento da indústria eletroeletrônica ficou em R$ 148,3 bilhões em 2015, uma queda real (descontada a inflação) de 10% em relação ao ano passado. Em termos nominais, o resultado representa uma retração de 4%. 

A produção do setor eletroeletrônico recuou 20% em 2015 na comparação com 2014, conforme dados do IBGE. Por sua vez, os investimentos caíram 10%, passando de R$ 3,8 bilhões em 2014, para R$ 3,5 bilhões em 2015.

Para 2016, as empresas do setor eletroeletrônico projetam queda real da ordem de 6% no faturamento em relação a 2015.