30% dos usuários usam duas ou três senhas diferentes para todas as aplicações em que tem conta. Foto: Pexels.

Apesar da frequência com que incidentes de seguranças e vazamentos de dados acontecem atualmente, uma pesquisa da ESET, empresa focada em detecção proativa de ameaças, revela que 30% dos participantes usam duas ou três senhas diferentes para todas as aplicações em que tem conta.

De acordo com o estudo, 40% dos usuários possuem códigos de acesso únicos para cada serviço que utilizam.

Por sua vez, 62% acreditam que seu código de acesso para o e-mail pode ser mais forte.

A ESET alerta que estão cada vez mais comuns os casos de empresas ou serviços que sofrem violações de segurança ou algum tipo de incidente e têm suas senhas e usuários expostos. Com isso, ter uma mesma senha para diferentes serviços aumenta os riscos dos usuários.

"Criar senhas robustas, ou seja, que incluam números e o mínimo de 8 caracteres, e usar combinações diferentes para cada serviço, são formas de manter as informações seguras. Além disso, é aconselhável utilizar, sempre que possível, um duplo fator de autenticação e ter soluções de segurança instaladas e atualizadas”, diz Cecilia Pastorino, especialista em segurança de TI da ESET América Latina.

A pesquisa também detectou que 40% dos entrevistados mudam de senha apenas quando tem alguma suspeita ou incidente. Entre os participantes, 73% modificam os acessos com maior frequência quando se trata de serviços críticos.