Mercado mundial de serviços de nuvem pública chegará a US$ 266,4 bilhões em 2020. Foto: Pexels.

O Gartner prevê que o mercado mundial de serviços de nuvem pública crescerá 17% em 2020, totalizando US$ 266,4 bilhões, contra US$ 227,8 bilhões em 2019.

A oferta de software como serviço (SaaS) continuará sendo o maior segmento de mercado, com previsão de faturamento de US$ 116 bilhões no próximo ano, devido à escalabilidade do modelo baseado em assinatura. 

O segundo maior segmento de mercado será o de serviços de infraestrutura de sistemas em nuvem, ou infraestrutura como serviço (IaaS), que chegará a US$ 50 bilhões em 2020. 

O Gartner prevê, ainda, que a oferta de IaaS crescerá 24% ano a ano, o que representa a maior taxa de crescimento em todos os segmentos de mercado. Essa alta é atribuída às demandas de aplicações e cargas de trabalho modernas, que exigem uma infraestrutura que os data centers tradicionais já não podem mais atender.

Várias formas de computação em nuvem estão entre as três principais áreas em que a maioria dos Chief Information Officers (CIOs) globais aumentará seus investimentos no próximo ano, de acordo com o Gartner. 

À medida que as organizações aumentam sua dependência das tecnologias em nuvem, mais as equipes de TI estão correndo para adotar aplicações já criadas no modelo nativo de cloud e realocar seus ativos digitais existentes.

“O cenário de serviços gerenciados em nuvem está se tornando cada vez mais sofisticado e competitivo. De fato, até 2022, mais de 60% das organizações usarão uma oferta de serviços de cloud gerenciada por um provedor de serviços externo, o que representa o dobro da porcentagem de organizações que adotavam este formato até o ano de 2018", explica Sid Nag, vice-presidente de pesquisa do Gartner.