RIO DE JANEIRO

Bilhete do transporte coletivo em app no smartphone

21/10/2013 16:51

Os usuários dos ônibus, trens e barcas utilizam esses cartões atualmente. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Nos próximos três meses, o Rio de Janeiro irá testar a tecnologia Near Field Communications (NFC) para o sistema de bilhete único, integrando ônibus, trens e barcas.

Para isso, segundo o Mobile Time, aproximadamente 200 funcionários das empresas envolvidas no projeto receberam smartphones Razr D3, da Motorola, contendo o aplicativo da Riocard TI, companhia responsável pela solução.

O dispositivo terá a mesma função do Riocard, porém, a conexão com o validador da catraca é feita via NFC a partir da aplicação Mifare4Mobile gravada no Sim do telefone. Como o Mifare é utilizado no atuais cartões, não é preciso trocar as máquinas.

No entanto, se lançado comercialmente, será necessário fazer a substituição para a aplicação Mifare4Mobile.

Para validar a passagem, o smartphone deve estar próximo do validador e os créditos serão descontados automaticamente. Porém, não é preciso estar com o app aberto, ele serve para a consulta de saldo e, futuramente, para recarga. 

"É importante demonstrar que o NFC não será usado só para soluções de pagamento. Esse teste é uma maneira de trazer valor para o usuário e educá-lo", falou para o site o diretor de telecom da Gemalto, Damien Bullot.

Participam do projeto: Claro, Oi, Tim, Vivo, Motorola Mobility, Gemalto, Riocard TI e GSM Association.

Veja também

INOVAÇÃO
Carro sem motorista é testado em SP

Carro deve percorrer cerca de 20 quilômetros em São Carlos-SP.

NOVIDADE
VaiMoto: app conecta usuários e motoboys

Com mil motoboys cadastrados em São Paulo, a startup planeja expandir sua operação nos próximos 6 meses, chegando ao Rio de Janeiro.

RECONHECIMENTO FACIAL
Cascavel: TI combate fraude nos ônibus

Cidade paranaense usa reconhecimento facial para fiscalizar o uso indevido de cartões de idosos e estudantes em ônibus.

MOOVIT
Transporte público de POA na mira de app

Capital gaúcha agora tem aplicativo crowdsourcing sobre trânsito e transporte público em tempo real.

MOBILIDADE
Porto Alegre: poucos usam o Aeromovel

Nos primeiros 10 dias, 12 mil pessoas usaram o serviço, um número pouco representativo frente ao volume de passageiros do Salgado Filho.

INDRA, ESTEIO, DATAPROM
Curitiba: € 15 mi em mobilidade urbana

Contrato com consórcio puxado pela Indra inclui soluções de gestão de tráfego urbano.