A empresa conta com mais de 200 unidades em 25 países de cinco continentes. Foto: Pexels.

A Equinix, empresa global de data centers, comunicou ter sido vítima de um ataque que “envolve ransomware” em alguns de seus sistemas internos. 

De acordo com o portal CISO Advisor, a empresa não forneceu informações sobre como os atacantes conseguiram violar seus sistemas, nem sobre o tipo de ransomware usado. O portal BleepingComputer afirma que foi o NetWalker. 

No dia 10 de setembro, existiam 74 servidores de desktop remotos reconhecíveis como sendo da Equinix, com suas credenciais de login sendo vendidas em mercados da dark web. Desses 74, a maioria estaria concentrada na Austrália, Turquia e Brasil.

Os invasores teriam exigido um resgate de US$ 4,5 milhões, ou 455 bitcoins, alegando que conseguiram exfiltrar dados confidenciais dos servidores da empresa e ameaçando torná-los públicos caso o resgate não fosse pago.

“Nossas equipes tomaram medidas imediatas e decisivas para resolver o incidente, notificaram as autoridades e continuam investigando. Nossos data centers e nossas ofertas de serviços, incluindo serviços gerenciados, permanecem totalmente operacionais e o incidente não afetou nossa capacidade de oferecer suporte aos clientes”, afirmou a Equinix em comunicado.

Segundo a empresa, a maioria dos seus clientes opera equipamentos próprios nos data centers da Equinix e esse incidente não teve impacto em suas operações ou nos dados de seus equipamentos.

“Se uma empresa deste porte, líder mundial em sua área de atuação, pode estar vulnerável aos criminosos, fica o alerta para todas as demais organizações sobre a importância de se implementar uma estratégia de proteção adequada às suas necessidades”, ressalta Daniela Costa, vice-presidente da Arcserve para a América Latina.

Fundada em 1998, a Equinix conta com mais de 200 unidades em 25 países de cinco continentes. No ano passado, a empresa declarou uma receita de US$ 5,5 bilhões.