A Consinco fornecerá o aparelho de mão portátil Joya. Foto: Divulgação.

A Consinco, desenvolvedora de sistemas de gestão corporativa para varejo, atacado e distribuição, fornecerá o aparelho de mão portátil Joya. O sistema funciona como um leitor de código de barras que permite ao cliente de supermercados registrar produtos e fazer o pagamento das compras no autoatendimento.

O sistema Joya chega ao Brasil por meio da parceria entre a Consinco e a Datalogic, fabricante italiana de tecnologias de identificação automática, como leitores de códigos de barras e sensores. O dispositivo é um aparelho de self shopping, que torna mais fácil a experiência de compra.

A Datalogic planeja ter a solução implantada em 30 lojas até o final de 2016. A solução é orçada por projeto (por loja ou grupo de lojas) que incluem equipamentos, software e serviços. Os projetos são comercializados a partir de US$ 20 mil.

Com o sistema, o cliente previamente cadastrado pode retirar o scanner de mão logo na entrada da loja. Durante as compras, o cliente aponta o equipamento para o código de barras dos produtos escolhidos para adicioná-los ao seu carrinho. Caso queira desistir de algum item registrado, basta pressionar o botão que sinaliza menos e apontar o scanner novamente para o código de barras.

 O dispositivo avisa, ainda, quando algum produto está vencido e impede que o consumidor o leve para casa. Ao final da compra, o cliente devolve o aparelho em um quiosque de autoatendimento e realiza o pagamento. 

"De maneira prática, a solução permite ao cliente reduzir em até 80% seu tempo gasto no check-out", afirma Silvio Sousa, diretor comercial da Consinco.

Para os supermercadistas, a tecnologia pode reduzir custos com mão de obra e motivar o aumento das vendas, sobretudo entre os clientes mais apressados, acostumados a desistir de compras para passar nos caixas rápidos.  

"Pela conveniência oferecida aos clientes, o Joya já é utilizado por mais de 40% dos clientes e tem sido responsável por um aumento da fidelidade em lojas que operam o sistema na Europa", diz Sousa. 

O dispositivo está em operação em mais de 600 estabelecimentos na Europa, como Casino, Carrefour, Coop, Esselunga, Auchan

O executivo da Consinco informa que o Joya também evita o risco de fraudes. O sistema sorteia consumidores aleatoriamente para passar por uma checagem por um funcionário da loja, para verificar se os produtos escaneados conferem com o conteúdo do carrinho de compras. 

Se estiver tudo certo, o cliente acumula uma reputação positiva e reduz as chances de ser novamente sorteado em compras futuras. Caso haja divergências, aumentam-se as chances de uma nova checagem. 

Além de funcionar como leitor de códigos de barras, o Joya mostra preços, promoções, informações nutricionais e ingredientes dos alimentos. As informações estão disponíveis em tempo real e podem ser atualizadas a qualquer momento pelos funcionários.

Fundada em 1990, a Consinco tem uma expectativa de 23% de crescimento no faturamento para 2015, chegando a R$ 50 milhões.

No final do ano passado, a empresa recebeu um aporte de R$ 1,5 milhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES), destinado à expansão dos negócios.

O valor foi a quarta e última parcela de uma linha de financiamento de R$ 4,5 milhões, aprovada em 2013, no âmbito do Programa para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (BNDES Prosoft).