O programa Tech Life Ireland quer atrair cerca de 3 mil profissionais estrangeiros por ano. Foto: Divulgação.

A Irlanda lançou o programa Tech Life Ireland com o objetivo de atrair cerca de 3 mil profissionais estrangeiros por ano.

O projeto é uma iniciativa de marketing internacional que tem um site focado em atrair especialistas em tecnologia para a Irlanda, promovendo oportunidades de carreira no país.

A iniciativa utiliza mídias digitais e sociais para mostrar o estilo de vida da Irlanda e o ambiente de tecnologia do país. 

Pela facilidade de mudança, o alvo inicial do projeto são os países da Europa Central e Meridional, mas o site também explica os processos de imigração para outros países, destacando que a Irlanda é mais acessível que outras regiões do continente europeu.

Em 2014, mais de 40 mil estrangeiros se mudaram para a Irlanda para morar e trabalhar.

O site do projeto afirma que a Irlanda tem hoje a economia com crescimento mais rápido da Europa, com alta de 6,9% em 2015. Além disso, o país é o segundo maior exportador de serviços de TI, atrás dos Estados Unidos.

Segundo o site, as habilidades mais procuras para trabalhos no país são Java (exigida em 1,4 mil vagas), Python (610 vagas), .Net (576), C++ (321) e PHP (272).

Para essas áreas prioritárias, a Irlanda conta com uma autorização de trabalho especial batizada de “Critical Skills Employment Permit”.

Este selo abrange profissões citadas na lista de ocupações altamente qualificadas. Isso abre oportunidade para profissionais da indústria de tecnologia, pois muitas habilidades do setor tem muita demanda no mercado irlandês, incluindo web design, desenvolvimento, programação e outras áreas de TIC.

Os estrangeiros que entram no país com o Critical Skills Permit podem aplicar para a residência permanete na Irlanda depois de apenas 2 anos de trabalho no país. Com as outras formas de autorização, é necessário esperar 5 anos.

A Irlanda emprega mais de 80 mil pessoas em empresas de TIC, segmento que cresceu fortemente no país entre os anos de 2009 e 2015.

A demanda por profissionais da área diz respeito não só ao setor de software, mas também para outros áreas como serviços financeiros, serviços corporativos, varejo e manufatura high-end.

Entre as empresas com escritórios na Irlanda estão Accenture, Amazon, Dell, Dropbox, Facebook, Google, LinkedIn, Oracle, PayPal, Salesforce.com, SAP, Twitter e Uber.