Edgar Serrano.

O Seprorgs, sindicato de empresas de informática do Rio Grande do Sul, quer ampliar sua área de atuação, tornado-se um gerador de negócios para as companhias de TI do estado.

A entidade deve lançar até o final do ano um portal que funcionará como uma espécie de marketplace no qual pequenas e médias empresas possam encontrar soluções de tecnologia de fornecedores locais.

“Muitas companhias não possuem a figura de um gerente de informática e desconhecem a existência de fornecedores locais”, explica Edgar Serrano, presidente do Seprorgs.

De acordo com o empresário, a ideia é “mostrar alternativas” para um comprador que hoje “cai na mão de grandes empresas capazes de investir em comunicação de massa”.

Serrano não deu exemplos, mas é notório nos últimos anos o avanço de players do mercado de telecomunicações no fornecimento de serviços de tecnologia, embalada pela tendência da nuvem.

Ainda de acordo com o presidente do Seprorgs, a ideia é alavancar os acessos do site através da teia de relacionamentos do Seprorgs com outras entidades patronais, como Fecomércio e Sindilojas, por exemplo.

“Hoje nós já indicamos empresas informalmente. A ideia é aumentar a quantidade dos beneficiados”, finaliza Serrano.

A mudança faz parte de um esforço do Seprorgs por se posicionar como um gerador de negócios e networking, da qual a cara mais visível é o Mesas de TI, um evento trimestral estilo reunião almoço com palestras que reúne um público médio de 200 pessoas.

Hoje, o Seprorgs conta com mais de 290 organizações associadas e representa, aproximadamente, 17 mil empresas gaúchas do ramo. O novo posicionamento visa triplicar a quantidade até 2017.

Com sede em Porto Alegre, o Seprorgs está presente também no interior do estado, com escritórios em Caxias do Sul, Pelotas e Santa Maria.