Vinte das maiores empresas de comércio eletrônico no Brasil se uniram para lançar uma certificação profissional para executivos da área.

A Fundação de Ensino a Executivos do Comércio Eletrônico – FEECE tem o respaldo de empresas como VTEX, Nova Pontocom, Walmart, Paypal, Buscape Company e Total Express, entre outros.

A sede será constituída em São Paulo em agosto e o objetivo é certificar profissionais do setor e promover a divulgação da economia digital no Brasil.

Provas de certificação elaboradas por executivos de renome do setor devem ser oferecidas bimestralmente. Outro das metas é criar o arcabouço necessário para que grandes instituições de ensino desenvolvam cursos de graduação e pós graduação na área.

A FEECE disponibilizará para instituições de ensino a pauta da prova e os temas que serão abordados. A ideia é que a prova tenha alto nível de dificuldade, levantando assim a necessidade de qualificação do profissional a ser certificado.

A FEECE será gerida por um comitê de administração e funcionará como uma sociedade civil.

“Poderemos definir o nível de conhecimento que o profissional possui. E com isso, as empresas podem contratar com mais assertividade e os profissionais podem saber como estão perante a média do mercado” afirma Ludovino Lopes, presidente da Camara-e.Net.

De acordo com Lopes, a falta de mão de obra qualificada é uma das principais barreiras para o crescimento do comércio eletrônico no Brasil.

Segundo estudo realizado pela América Economía Intelligence, divulgado em maio deste ano, no Brasil foram gastos US$ 25 bilhões em compras online durante 2011.

Com o valor, o país é o primeiro latino-americano a alcançar 1% do seu PIB em vendas pela internet.