4G aumenta o ritmo em abril. Foto: divulgação.

Um levantamento divulgado pela Anatel mostra que o Brasil já atingiu uma base de quase 50 mil acessos 4G em abril, aumentando três vezes em relação a março, quando bateu nos 14,7 mil acessos. E nesse processo, a Vivo já ocupou a liderança.

O aumento da base de usuários se deu principalmente pela entrada das três operadoras que faltavam no mercado 4G - Vivo, Oi e TIM. A Claro era a única que havia lançado o serviço comercialmente até então e concentrava sozinha o mercado.

Mas essa vantagem inicial não foi o bastante para garantir a liderança. A Vivo já virou o jogo e ultrapassou a Claro em número de clientes, conforme destaca a agência reguladora.

Ao fim de abril, a Vivo tinha 29,4 mil terminais 4G nas mãos de seus clientes, ou 60,7% do total do País. A Claro, por sua vez, tinha cerca de 19 mil acessos, ou 39,3%.

Segundo destaca o Mobile Time, os números do levantamento sobre o 4G não refletem exatamente o número de consumidores que usam de fato a tecnologia, pois muitos modelos estão à venda em cidades onde a infraestrutura LTE não foi lançada ainda.

Além disso, há assinantes que compraram terminais 4G mas não habilitaram a sua linha junto à central de atendimento de sua operadora.

Os dados de Oi e TIM só começarão a aparecer no próximo balanço da Anatel, referente ao mês de maio.

OUTROS NÚMEROS

Segundo aponta a Anatel, o país terminou abril com 264,55 milhões de linhas ativas - um aumento de quase 500 mil linhas sobre março - com teledensidade de 133,83 acessos a cada 100 habitantes.

Os acessos pré-pagos ao fim de abril respondiam por 79,84% do total, ou 211,22 milhões. E os pós-pagos, 20,16%, ou 53,33 milhões.

No market share, a Vivo mantém a liderança com uma fatia de 28,83%, seguida pela TIM (27,01%), Claro (24,98%), Oi (18,77%), CTBC (0,33%), Nextel (00,3%), Sercomtel (0,003%), e Porto Seguro (0,02%).