Eduardo Loureiro. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

Há 15 anos no mercado de impressões, a porto-alegrense Copyland prepara uma virada de mercado, do outsourcing para o BPO, com o que projeta fortalecer as operações, que hoje atendem a 712 clientes do porte de RBS, Medabil e Stemac, e a equipe, indo de 75 para 300 colaboradores até 2014.

O incremento do faturamento, é claro, também está no foco: o diretor de qualidade MPS da Copyland, Eduardo Loureiro, não revela valores, mas informa que a meta é aumentar os ganhos em 30% este ano, seguindo uma alta que foi de 19% em 2011, na comparação com 2010.

Criada em 1997, com 12 funcionários, a empresa atuava só na compra e venda de impressoras, quadro que mudou em 2003, quando expandiu para o outsourcing.

Mudança na hora certa: em 2005, o mercado brasileiro de outsourcing de impressão deu um salto de mais de 40%, segundo a IDC.

Desde então, o faturamento da companhia gaúcha registrou crescimento acumulado de 70% nos últimos cinco anos.

Desde o início deste ano, porém, a meta é incrementar a virada para o BPO com um novo pacote de serviços, que inclui digitalização de documentos e oferta de software de gestão de impressões, desenvolvido pela própria Copyland.

A solução, segundo Loureiro, permite gerenciar as atividades de cada usuário dos equipamentos e emitir relatórios de uso que abrangem, inclusive, medição de impacto ambiental.

“Buscamos a posição de bureau de gestão de impressões para os clientes", afirma o diretor.

As novas ofertas se somam ao fornecimento de equipamentos, suprimento e assistência técnica, que já atendem a empresas da área industrial, jurídica, educacional e editorial.

De acordo com Loureiro, alguns clientes já migraram para os novos serviços de impressão e digitalização.

A Copyland atende no Rio Grande do Sul, onde faz 90% da assistência técnica, e fora do estado, através de parcerias com revendas de equipamentos, como a Simpress, em São Paulo.

A carteira de parceiros inclui, ainda, nomes como Ricoh, Samsung, Broders, Zebra e Epson.

"Hoje temos 30 milhões de páginas por mês no nosso sistema. Nossa expectativa é não só crescer nesse número, mas principalmente nos serviços contratados pelos clientes", finaliza o diretor.