Samsung com tudo pra cima da Apple. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Um levantamento divulgado pelo comparador de preços Zoom destacou a Samsung como líder nas pesquisas dos consumidores brasileiros. No ranking geral, que abrange diversas linhas de eletrônicos, entre smartphones, televisores e computadores, quatro modelos da linha Galaxy figuram no topo da lista do site.

O Galaxy SIII lidera a lista, seguido dos modelos Galaxy Y, Galaxy S Duos e Galaxy SII. O Optimus L7, da LG, ficou em sétimo lugar na pesquisa. O iPhone 5, da Apple, maior concorrente dos coreanos, não figurou entre os dez mais do levantamento.

Não é difícil especular os motivos da presença acentuada da Samsung, já que a empresa conta com uma linha de smartphones e preços mais variados que a Apple, que concentra seus esforços apenas no iPhone.

Para completar, pode-se supor que boa parte dos consumidores interessados em adquirir o último modelo do aparelho da Apple já deve ter feito isso. No último semestre de 2012, as vendas mundiais do iPhone 5 chegaram a 27,4 milhões de unidades.

No entanto, as vendas não cresceram como o esperado pela Apple, não atingindo a marca de 65 milhões de unidades comercializadas, meta estabelecida para os três primeiros meses após o lançamento.

Enquanto isso, o Galaxy SIII, lançado em maio, seguiu no encalço, chegando a 40 milhões de aparelhos vendidos até o final de 2012.

Sentindo o baque, em janeiro a Apple suspendeu o fornecimento de componentes para a fabricação de aparelhos.

Nesta quarta, 21, a Foxconn, empresa que fabrica o iPhone, anunciou congelamento de contratações em suas plantas, alegando como motivo a baixa nas vendas. A informação é do Financial Times.

Até o momento, a Apple não se manifestou sobre o assunto.

NÚMEROS

Em relação ao iPhone, os números e fatos não são os melhores para a companhia fundada por Steve Jobs.

No terceiro trimestre de 2012, a Apple registrou uma participação de 14,6% no mercado mundial de smartphones, sendo que em 2011 a empresa contava com uma fatia de 23%.

A Samsung, por sua vez, subiu de 8,8% em 2010 para impressionantes 31,3% no último ano, registrando um lucro de US$ 8,5 bilhões.

Em janeiro, a empresa de Cupertino deixou de ser a marca mais valiosa do mundo, após uma queda de 2,36% em ações, que ficaram cotadas a US$ 439,88, totalizando um valor de US$ 413,04 bilhões.

A nova líder, a gigante dos combustíveis Exxon Mobile, registrou em janeiro um valor de mercado de US$ 418,23 bilhões, retomando o cargo que ocupava de 2005 até 2011, quando foi desbancada pela Apple.

Além disso, O iPhone está deixando de ser "legal", segundo a opinião dos adolescentes, aponta uma pesquisa realizada pela agência norte-americana Buzz Marketing Group e divulgada pela revista Forbes.

Segundo destaca a Forbes, o público adolescente não está interessado em "ter o mesmo smartphone que seus pais ou dentistas".

"Eles querem o mais recente e inovador telefone, que também se identifique com o seu perfil", destaca Larissa Faw, analista da publicação norte-americana.