ENERGIA

Indra implanta projeto no Quênia

21/01/2016 13:48

A KPLC implantou o sistema InGRID WFM (Work Force Management), desenvolvido em Campinas.

A KPLC implantou o sistema InGRID WFM, desenvolvido em Campinas. Foto: tonefotografia/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

A Indra assinou um novo contrato com a KPLC (Kenya Power & Lighting Company), companhia fornecedora de energia elétrica do Quênia, para implantar o InCMS, tecnologia de gestão voltada para companhias energéticas desenvolvida no Brasil. 

O escopo prevê uma evolução no sistema existente na KPLC com tecnologias de mobilidade, soluções de autosserviço em multicanais e informação ao cliente. 

Para atender essa demanda, a Indra fará a implementação de seu sistema InGRID WFM (Work Force Management), desenvolvido no centro de excelência em soluções energéticas da Indra, localizado em Campinas.

A solução InCMS permite automatizar todo o ciclo comercial de empresas de eletricidade, gás e água (leitura, faturamento, cobrança e gestão integral do cliente). Além disso, facilita a gestão de contratação e solicitações por meio de canais virtuais. 

O sistema InGRID WFM (Work Force Management) permite a gestão automatizada, via dispositivos móveis, de ordens para a instalação e mudança de medidores, cortes e reconexões por falta de pagamento e inspeções, entre outros serviços.

Os novos canais de atendimento ao cliente, como um aplicativo on-line de autosserviço, aplicativo para dispositivos móveis e quiosques interativos dentro dos escritórios centrais de KPLC fazem parte desta solução fornecida pela Indra.

A KPLC é a empresa proprietária e operadora da maior parte do sistema de transmissão e distribuição de eletricidade no Quênia, com cerca de 4 milhões de clientes atendidos.

A Indra dedica-se há mais de 20 anos ao desenvolvimento de soluções para o setor energético. No Brasil, mais de 40 empresas adotaram suas tecnologias. A companhia mantém em Campinas um de seus nove aoftware labs para tecnologias energéticas. 

Presente no Brasil desde 1996, a Indra conta com escritórios distribuídos nos principais estados brasileiros e quatro softwares labs. Em 2014, a companhia obteve receitas de € 2,9 milhões.

Veja também

DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO
Máxima Sistemas contrata ex-Indra

Neila Quixabeira atuou como coordenadora de projetos do Indra Software Labs.

SMART GRID
AES Eletropaulo adota EnergyIP, da Siemens

A plataforma é focada no gerenciamento de dados da medição e aplicação de smart grid. 

ENERGIA
Siemens e Accenture: juntas em Smart Grid

A joint venture Omnetric Group, focada em smart grid, expandirá as operações para o Brasil.