CURITIBA

Gaúcha Commcorp abre 4º data center

21/01/2013 15:43

Estrutura recebeu investimento de R$ 3 milhões e tem capacidade para até 100 racks ou 4,4 mil servidores.

A diretoria da Commcorp na inauguração do data center de Curitiba. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A porto-alegrense Commcorp acaba de inaugurar seu quarto data center, desta vez em Curitiba.

A estrutura, que recebeu investimento de R$ 3 milhões e tem capacidade para até 100 racks ou 4,4 mil servidores, segue-se aos ambientes já abertos pela companhia na capital gaúcha, Florianópolis e São Paulo.

Ao todo, a capacidade total da Commcorp soma 240 racks e possibilita até 10 mil servidores.

O novo data center tem grupos geradores e sistema de no breaks redundantes, contingência na abordagem de fibras ópticas com acesso a todas as operadoras de telecom do mercado e sistema de refrigeração com redundância.

Conforme Gilnei Francisco Souto, diretor Administrativo-Financeiro Commcorp, a estrutura é equivalente aos requisitos estabelecidos pelo Uptime Institute para titulação Tier III, mas a obtenção da certificação não é viável por hora devido à impossibilidade de uma segunda entrada de energia, consequência da inexistência de outra concessionária para o fornecimento.

“O ambiente também conta com controle de acesso biométrico e vídeo segurança, além de sistemas de detecção e combate a incêndios, com amparo de sistemas de gerência remota”, detalha Souto.

Fundada em 2004, a empresa concentra suas atividades nos serviços sobre IP (links, hospedagem, aluguel de racks e VoIP), utilizando infraestrutura e desenvolvimento próprios ou providos por companhias parceiras do Brasil e EUA.

Além dos quatro data centers para colocation, a Commcorp também conta com estruturas em Goiânia, Brasília, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Joinville, Salvador, Fortaleza, Recife, Vitória, Uberlândia e Belo Horizonte para uso exclusivo do grupo.

O faturamento, a companhia gaúcha não divulga, mas Souto faz ponderações que dão uma dica sobre a boa saúde do negócio.

“Considere que atendemos a mais de uma centena de clientes, inclusive empresas de grande porte, como bancos, financeiras, indústria, comércio e empresas de Internet”, finaliza o diretor.

A lista de peso inclui nomes como Agiplan, Telium, NetCentrics e InternetSul.

QUERIDINHA
A Commcorp aumenta o roll de empresas que investiram na instalação de data centers em Curitiba.

A também gaúcha Teevo, assim como GVT e Iron Mountain são alguns dos nomes que já apostaram em centros de dados na capital paranaense.

Veja também

Commcorp compra SIM Telecom
A Commcorp acaba de comprar a SIM Telecom.

A aquisição, fechada na terça-feira, 27, agregou à Commcorp a participação societária antes pertencente aos 19 provedores que compunham a estrutura da SIM.

Conforme Roberto Lucas, diretor de Negócios da Commcorp,  especializada em serviços sobre IP, datacenter e VoIP, a aquisição dobra o faturamento da empresa.
CLOUD
ISH equipa data center de R$ 10 mi com IBM

Maior data center privado do Espírito Santo tem capacidade para mais de 1,7 mil servidores físicos.
 

TIER III
Aceco constrói data center da Alog no Rio

Aceco vai construir primeira fase do data center no RJ, que terá área de 15 mil m² e deve estar concluída em junho de 2013.

NO BRASIL
Shell migra para data center T-Systems

Empresa migrou sistemas, incluindo SAP, para data center em Tamboré. Projeto inclui 55 servidores.

EM EXPANSÃO
Teevo abre data center em Curitiba

Gaúcha lança unidade de negócios focada em data center e cloud computing para grandes empresas.

GVT entra no mercado de Data Centers

A GVT entra no ramo de serviços de TI com o lançamento de  três data centers no Brasil.

Com uma área total de 2,4 mil metros quadrados e 300 racks disponíveis, os centros estão localizados em São Paulo (1 mil m2) , Rio de Janeiro (600 m2) e Curitiba (800 m2).

Iron Mountain abre data center em Curitiba

A Iron Mountain, especializada em soluções para gestão de informações, acaba de abrir um data center em Curitiba, onde já mantinha unidade.

MUITO ALÉM DO 21
Embratel: data center de R$ 100 milhões

Empresa inaugurou novo centro Tier III em São Paulo. Com isso, são cinco data centers no país.

CRESCIMENTO SUSTENTADO
Alog: US$ 1,2 milhões em data centers

Objetivo do projeto é contar com uma rede de comunicação capaz de suportar, a longo prazo, o crescimento de cerca de 40%.

Furukawa cresce 6x em data centers no BR

A fabricante de fibras ópticas e cabeamento estruturado para redes de comunicação Furukawa cresceu em seis vezes sua atuação em data centers no Brasil entre 2008 e 2010.

O segmento de data center representa hoje 30% de participação.

Segundo a empresa, o salto é considerado significativo pelos diretores. Em 2008 a Furukawa tinha 5% desse mercado.

Os dados foram apresentados em reunião da emrpesa realizada desde o domingo com agentes de negócios do Brasil.

EUA devem fechar 40% dos data centers

O governo federal dos Estados Unidos planeja fechar 40% dos seus data centers nos próximos quatro anos, informa o jornal norte-americano The New York Times nessa quarta-feira, 20.

A ideia, informa a publicação, é reduzir o orçamento público de TI.

Segundo analista ouvidos pela reportagem do jornal, junto com o enxugamento de máquinas e equipamentos, milhares de empregos devem ser perdidos.