Karine Lima, diretora da regional gaúcha da Sonda. Foto: Divulgação.

A Sonda IT anuncia investimento de R$ 2,5 milhões para fortalecer seu núcleo de Business Intelligence nas regionais do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Responsáveis por 60% do PIB brasileiro, os três estados estão na mira da companhia há horas, tanto que já há estruturas de atendimento montadas em todos eles.

No Rio Grande do Sul, além da regional de Porto Alegre, a Sonda também montou uma estrutura específica para BI no segundo semestre deste ano, em função de um grande projeto em andamento, com uma empresa da região metropolitana usuário de SAP.

“Este projeto foi responsável por 50% da receita dos negócios de BI em 2012, e esperamos manter esta média de crescimento no próximo ano”, comenta Karine Lima, diretora da regional gaúcha da Sonda.

Segundo ela, o pilar da oferta é sustentado a partir do Centro de Excelência de BI localizado na matriz da empresa, em São Paulo, que dá suporte às equipes regionais.

No caso de Porto Alegre, a regional atende também em outras áreas de soluções da Sonda, e soma 60 colaboradores. Além disso, conta com um Solution Center local para reforçar a oferta.

“Fizemos um estudo e notamos que o mercado gaúcho carece de grandes fornecedores em questões como melhores práticas, metodologias e arquiteturas de BI. As empresas acabam adotando não a melhor opção de solução, mas apenas o que as consultorias locais sugerem”, ressalta Karine.

Focada no atendimento a esta demanda, a regional de Porto Alegre e a nova estrutura local especializada em BI vai cuidar somente do estado, onde a Sonda tem cerca de 40 clientes, que utilizam soluções e serviços de ITO, plataformas e aplicativos.

Os dois outros estados do Sul, Santa Catarina e Paraná, ficam sob o guarda chuva de suas próprias regionais.

Aliás, para estes dois estados há pretensão da empresa de evoluir a proposta de Business Inteligence.

Além do projeto já em andamento no Rio Grande do Sul, a Sonda também já fechou outros dois projetos regionais na onda do BI.

“Nossa proposta final será levada ao cliente sempre baseada nas necessidades locais, somada à nossa estrutura e posicionamento, para uma oferta competitiva”, finaliza o diretor de BI da Sonda IT, Eduardo Pugliesi.